Como evitar os vidros embaciados

vidro_embaciado_2

Chega o inverno e com ele as chuvas, o frio, a geada e os vidros embaciados. Haverá forma de evitar que os vidros dos carros se embaciem?

Nesta altura do ano, em que o frio e a chuva entraram no quotidiano de todos nós, vemos dezenas de condutores no interior dos seus carros que lutam contra o embaciamento dos vidros, sem que, no entanto, consigam vencer este “inimigo”. Acontece que a melhor forma de ganhar esta “batalha” e de conseguir evitar que os vidros se embaciem é saber como se forma, precisamente, o embaciamento dos vidros.

Quando fechamos os vidros do automóvel, a temperatura no interior do carro é mais alta da que se verifica no exterior. Quando a água que está em estado gasoso dentro do carro (em virtude da respiração) entra em contacto com a superfície gelada do para-brisas, esse choque térmico faz com que a água volte ao estado líquido, condensando.

Mas o que a ciência nos diz também é que tudo isto se agrava porque os vidros estão sujos.

Lute contra a sujidade

O pó, a poluição, a humidade da respiração e a gordura das mãos quando tocam no vidro criam uma fina película de sujidade no vidro; é invisível mas essa camada de sujidade e oleosidade está lá. As partículas de água que no inverno pairam no ar numa maior concentração colam-se, deste modo, a esta sujidade, fazendo com que o vidro se embacie mais rapidamente. E como o vidro está sujo, por muito que o condutor tente, no momento, limpar o vidro, seja com a mão, um pano ou um guardanapo, só acaba por espalhar ainda mais a sujidade. Passados poucos segundos, o vidro torna a embaciar-se, sendo um fator de insegurança na estrada.

O que deve fazer é limpar convenientemente os vidros para evitar esta condensação indesejada. Pode utilizar um detergente limpa-vidros regularmente (o mesmo que usa em casa) e para prolongar o “efeito limpeza” pode comprar no mercado um produto anti-embaciamento, que faz com que a sujidade e a humidade mais dificilmente se colem ao vidro. São produtos que pode encontrar nas prateleiras das grandes superfícies e evitam a condensação no habitáculo.

vidro_embaciado_1

Pode também aplicar produtos hidrofóbicos, os quais têm um efeito de prevenção do embaciamento. São líquidos repelentes de água que criam uma espécie de película antiaderente da humidade, muito eficazes igualmente.

Este tipo de procedimento, recorrendo a produtos à venda no mercado, é o mais indicado. É, contudo, possível usar produtos caseiros, podendo nesse caso misturar água e vinagre, por exemplo. Sugere-se que esfregue nos vidros papel de jornal humedecido nessa mistura, secando, de seguida, com um pano.

Outras “mezinhas”

Outras “mezinhas” que pode experimentar consistem em passar no vidro uma barra de sabão ou champô (há também quem fale de espuma de barbear), de forma a deixar uma camada generosa, secando de seguida com um pano. Outra possibilidade, ainda no campo do “bricolage” doméstico, é passar uma batata cortada ao meio no vidro, secando posteriormente com um pano absorvente.

Outro truque caseiro, este de efeito mais demorado: encher um par de meias com areia absorvente para gatos (100% sílica) e colocá-la por baixo do banco do passageiro, por exemplo. A sílica absorve a humidade no ar, impedindo que as gotículas de água se acumulem e, consequentemente, que os vidros se embaciem com tanta facilidade.

Utilização da ventilação

Relativamente à utilização da ventilação ou do ar condicionado, direcione a saída do ar para o para-brisas e acione a opção de desembaciador que liga automaticamente o ar condicionado (ou se o A/C estiver ligado, esta função aumenta significativamente o débito do ar), canalizando-o para a base do para-brisas. Não se esqueça ainda de ligar o desembaciador térmico do óculo traseiro. Pelo facto de secar o ar, o A/C é um aliado do condutor no combate aos vidros embaciados.