O que medir com um multímetro

Multímetro

Este pequeno aparelho que dá pelo nome de multímetro, custa menos de 20 euros e é uma “ferramenta” que se revela muito útil para medir a corrente elétrica do seu carro e detetar possíveis falhas quando algo não funciona corretamente.

Que aparelho é este que vê na imagem? Chama-se multímetro, mas sabe para que serve e como funciona? Pois bem, um multímetro é uma ferramenta que nos dá as medidas de grandezas elétricas reunindo as funções de amperímetro, voltímetro, ohmímetro e, nalguns casos, também de frequencímetro ou capacímetro. O multímetro permite medir diversos tipos de situações: tensão, corrente e resistência, tanto em corrente alterna (em casa) como em corrente contínua (automóvel). Existem no mercado dois tipos e multímetro, os analógicos e os digitais, sendo que estes últimos são os mais fáceis de utilizar. Os multímetros podem ser adquiridos em diversos tipos de lojas, desde bricolage a ferragens, passando pelas lojas especializadas em componentes automóveis, com diversos formatos e preços. Começam nos 5 euros e estendem-se até aos 20, mais coisa menos coisa.
Um multímetro é composto, no geral, por um ecrã LCD (ou analógico com agulha), um comando comutador central e três ou mais oríficios onde se vão ligar as pontas de prova; os dois cabos, um preto e um vermelho, que representam o positivo e o negativo, e permitem verificar as tensões e as correntes. Contempla escalas para Volts, Ohms e Amperes.
Para manejar um multímetro é necessário perceber um pouco de eletricidade ou ter, pelo menos, as noções básicas. Utilizando este aparelho no carro poderá fazer diversos testes de forma a conseguir peceber melhor a parte elétrica. São precisamente esses testes qye lhe vamos tentar explicar nesta páginas. Ou seja, através das suas funções mais “básicas” é possível reavaliar a parte elétrica do automóvel. Para a aquisição de um multímetro é necessário conhecer as suas caraterísticas.
As mecânicas, referem-se ao seus caráter construtivo, tais como: tamanho, peso, robustez, facilidade de interpretação da escala, etc. Estas caraterísticas deverão ser encaradas pelo comprador em função do destino que vai dar ao aparelho.
Quanto às caraterísticas elétricas mais importante do multímetro estão a: sensibilidade, precisão e alcance.

Multímetro bateria
O que pode fazer com um multímetro?

1 – Medir a tensão da bateria

Para medir a tensão da bateria, trabalhe sempre em Volts. Ligue as pontas de prova de forma correta. A ponta negativa (de cor preta) ao terminal COM e a ponta positiva (de cor vermelha) ao terminal do lado direito, respeitante à leitura de volts e ohms. Selecione a escala emque vai medir. Tratando-se de uma bateria, irá medir numa escala que vai até 20 Volts. Ligue as pontas de medição aos terminais da bateria (positivo com positivo e negativo com negativo).

2 – Resistência dos fusíveis

Com o multímetro pode também tentar perceber se os fusíveis do carro estão a “dar passagem” de corrente. Caso não consiga perceber visualmente qual o fusível que se queimou, retire-os um a um e faça um teste simples. Coloque as pontas de prova com a positiva do lado direito (respeitante a ohms) e a preta na posição COM. Rode o comutador central até à posição “buzz”, se ouvir um ruído agudo e cont+nuo, quer dizer que o fusível está bom. Se não ouvir qualquer ruído, é porque o fusível está queimado.

3 – Verificar uma lâmpada

A verificação de uma lâmpada fundida é muito simples. Mas, em todo o caso, pode utilizar o multímetro para se certificar. O teste é semelhante ao que fez com o fusível. Pode medir em ohms. Retire a lâmpada do casquilho. Rode o comutador até à posição “buzz”, ou seja, na escala ohm junto ao valor de 200. Faça então a ligação dos terminais aos pólos da lâmpada (positivo com positivo e negativo com negativo). Se a lâmpada estiver boa, volta a ouvir-se o sinal de bezouro, o tal ruído contínuo. Senão, está fundida.

4 – O alternador carrega?

Como verificar se o alternador do veículo está a carregar. Coloque o comutador do multímetro do lado dos volts. Rode-o até aos 20 volts, o valor superior mais próximo dos 12 volts da bateria. Ligue o multímetro à bateria, respeitando a polaridade dos terminais. Vai surgir no ecrã a tensão da bateria (será de 12,50 volts, pelo menos)Em seguida ligue o carro e verifique o ecrã. O valor de volts desce um pouco e começa em seguida a subir. Vai “crescer” até aos 14,50 volts. Está a carregar.

Medir grandezas

Ohmímetro – mede a resistência de um componente
Voltímetro – mede a tenão verificando se há corrente
Amperímetro – Mede a intensidade de um elemento

Fonte: Osram