A rádio na segurança rodoviária

A rádio na segurança rodoviária

Quando em período de férias nos preparamos para nos fazermos à estrada em busca de outras paragens que não a do local habitual anual, ou seja curtas distâncias, se considerarmos uma distância de 50 km rotineira de curta distância, devemos preparar essa deslocação, procurando estabelecer um itinerário que nos faça chegar com a maior segurança, menor custo e menor tempo de viagem.

Acontece que no nosso dia-a-dia essa planificação não faz sentido, uma vez que o itinerário que fazemos é rotineiro, conhecido, estabelecido e ao qual já conhecemos os pontos negros, as quezílias que provoca aos condutores e os melhores horários para abordar essas mesmas vias.

A rádio amiga do tráfego automóvel

No entanto, ainda que conheçamos bem ou muito bem esse nosso habitual caminho, a verdade é que a cada dia surgem na sua extensão novos acontecimentos em diversos e distintos locais do dia anterior. Esses acontecimentos não são por ninguém previsíveis, o que faz com que cada um de nós se veja envolvido num conflito de tráfego, o qual poderia ter evitado se soubesse que ele existia, procurando vias alternativas.

É aí que surgem as rádios nacionais que têm ao seu dispor serviços de informação de trânsito, onde cada um de nós é o repórter de serviço e que pode e deve transmitir informação útil para os jornalistas que estão dispostos a recebê-las para, em direto e em tempo útil as transmitirem, conseguindo com isso que outros condutores não se vejam envolvidos em congestionamentos de trânsito que os vão atrasar ou ajudar a complicar a resolução do problema.

Rádio Comercial, Rádio Renascença, Antena 3, TSF e outras, são as estações de rádio que diáriamente e através do chamado número verde (grátis) recebem e fornecem informação a quem com elas entre em contacto. Com estas rádios consegue-se atempadamente perceber onde existem problemas no trânsito em qualquer ponto do pais e desse modo optar por uma via alternativa.

Foto¦ Rádio Comercial