Como testar um automóvel usado que quer comprar?

testar, automóvel usado

A compra de um automóvel usado deve ser feita com toda a atenção para que não comprometa a segurança rodoviária. Seis elementos que deve validar num test drive.

No Circula Seguro preocupamo-nos com a segurança rodoviária. A aquisição de um automóvel usado deve ser feita com toda a atenção para que não comprometa este valor que nos é tão sagrado.

Assim sendo, quando estiver interessado numa viatura em segunda mão lembre-se que o desgaste da utilização a que esteve sujeita pode afetar de forma grave alguns componentes. E não deve negligenciar isso.

Se num carro novo fazer um test drive antes da compra ser efetivada é importante, num usado esse contacto dinâmico com o automóvel é ainda mais crucial. Testar um automóvel usado é mesmo importante.

Testar um automóvel usado: 6 elementos

Elaborámos uma lista de 6 elementos que estão diretamente relacionados com a segurança rodoviária que deve obrigatoriamente verificar num carro usado. Antes de o comprar verifique:

Direção

Ao fazer o test drive, verifique se o carro foge para algum lado. Numa reta e com o veículo a rolar, largue por uns segundos o volante (em circunstâncias perfeitamente de segurança, não esqueça) e perceba se o veículo se mantém a direito ou tende a desviar-se para a esquerda ou direita. Se houver uma alteração da rota, o carro em questão pode ter um problema na direção ou no alinhamento das rodas.

testar, automóvel usado

Amortecedores

Um carro com amortecedores em mau estado faz com que os pneus não estejam em permanência em contacto com o pavimento. Esse saltitar leva a que, numa travagem, as distâncias de imobilização de alonguem. Veja se pressente algum tipo de anomalia no amortecimento do carro quando passam em irregularidades no asfalto, como empedrados ou lombas. Se sentir um saltitar excessivo, suspeite do seu estado. Espreite ainda por baixo do carro para ver se identifica alguns sinais de derrame de óleo na zona dos amortecedores. Se em curvas o automóvel adornar em excesso, isso pode igualmente ser um mau sinal. Também pode testar o estado da suspensão, travando em andamento. Se o carro não mantiver a sua trajetória e, portanto, fugir, fique em alerta.

testar, automóvel usado

Travões

Teste a eficácia dos travões, usando o pedal e o travão de mão. Também ao levar o pé ao travão procure ter a sensibilidade de perceber se nota algum tipo de vibrações. Se for o caso, os discos de travão podem estar empenados. Se, por seu lado, notar que ao travar o carro se desvia, poderá estar perante um desequilíbrio na eficácia de travagem do sistema. Se estiver comprador de um automóvel com ABS teste o seu funcionamento: com o sistema de travagem anti-bloqueio é suposto manter o controlo sobre a direção do veículo, ao mesmo tempo que exerce uma travagem a fundo. Teste igualmente os travões numa subida, bem como o funcionamento da embraiagem numa situação destas.

testar, automóvel usado

Iluminação

Veja se as luzes (mínimos, médios e máximos) e os piscas (individualmente e em conjunto) estão a funcionar (tanto à frente, como atrás, sem esquecer as luzes de nevoeiro e a terceiro luz de Stop). Também veja se ao colocar o motor ao ralenti, a intensidade luminosa também não fica afetada.

testar, automóvel usado

Pneus

Os pneumáticos são um fator inquestionável de segurança. Veja o seu estado. Se estiverem em mau estado, terá de os trocar se decidir avançar para o negócio, argumento que pode usar na negociação do carro.

testar, automóvel usado

Ventilação

O automóvel pode não ter ar condicionado, mas é fulcral que o seu sistema de ventilação cumpra os requisitos para que quando for necessário desembaciar o para-brisas isso seja feito depressa e bem.

testar, automóvel usado

Fotos: Michelin, carfromjapan.com, thermofisher.com, powerbulbs.com, grihon.com, prescouter.com, carfinance247.co.uk