Velocidade de veículos limitada a 180 km/h? A Volvo diz que vai fazer isso

A partir de 2020, os novos Volvo vão ser vendidos com um limite de velocidade de 180 km/h. Será que outras marcas farão o mesmo a partir de agora?

A Volvo surpreendeu a indústria automóvel, anunciando que irá limitar a velocidade máxima dos seus automóveis a partir de 2020.
O anúncio personifica a visão e o compromisso da marca sueca no que toca aos perigos relacionados com o excesso de velocidade, pelo que a partir do próximo ano, o fabricante limitará a velocidade dos seus modelos a 180 km/h.

A Volvo pretende que, a partir de 2020, ninguém perca a vida ou fique gravemente ferido a bordo de um novo Volvo, sendo essa estratégia conhecida como Vision 2020. A limitação de velocidade que este construtor imporá aos seus próprios modelos vai ao encontro deste ambicioso objetivo.

No entanto, a Volvo reconhece que a tecnologia em redor do automóvel, poderá não ser, por si só, suficiente para atingir esse objetivo e por isso, a empresa amplia o âmbito do seu foco passando a destacar o comportamento e o papel do condutor.

A investigação levada a cabo pela Volvo Cars reconheceu três preocupações principais em relação à segurança que a empresa denominou de “lacunas” e que poderão representar um risco para a concretização da sua Visão 2020: intoxicação, distração e excesso de velocidade.

“Queremos iniciar a discussão em torno do direito ou até da obrigação dos construtores em instalar tecnologia nos seus automóveis que contribua para uma mudança de comportamento dos condutores” – Hakan Samuelsson, CEO da Volvo

“A nossa investigação identificou áreas problemáticas que poderão influenciar a nossa Visão 2020. A limitação de velocidade poderá não ser a cura para tudo, mas se representar, pelo menos, uma vida salva já terá valido a pena. Queremos iniciar a discussão em torno do direito ou até da obrigação dos construtores em instalar tecnologia nos seus automóveis que contribua para uma mudança de comportamento dos condutores. Pretendemos minorar não só o excesso de velocidade mas também os níveis de intoxicação e de distração. Acreditamos que devemos assumir a liderança nesta discussão e queremos ser, uma vez mais, pioneiros, afirma Hakan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo.

Controlo automático da velocidade

Além de limitar a velocidade máxima, a Volvo está também a investigar combinações de tecnologia que permitam, por exemplo, controlar automaticamente a velocidade perto de escolas ou hospitais.

O problema relacionado com o excesso de velocidade é que, a partir de determinados valores e em caso de acidente, a tecnologia de segurança do veículo e a sua estrutura não conseguem evitar ferimentos graves ou mesmo fatalidades. Por isso, a maioria dos países ocidentais, impõe limites de velocidade mas, ainda assim, esta continua a ser uma das razões mais comuns para a ocorrência de mortes na estrada.

“As pessoas simplesmente não identificam os perigos relacionados com a velocidade. Enquanto seres humanos, todos associamos o perigo a certos animais, ao fogo ou às alturas, no entanto, com a velocidade não é bem assim: tendencialmente conduzimos demasiado depressa e não aceitamos de bom grado que não somos profissionais e que naturalmente as nossas capacidades a partir de certas velocidades são limitadas no caso de um evento inesperado acontecer. Precisamos apoiar uma mudança de comportamento para que entendam que a velocidade é perigosa e pode destruir vidas humanas”, reforça Jan Ivarsson, um dos principais especialistas em segurança da Volvo.

Perante este passo dado pela Volvo, a pergunta que fica no ar é saber se outros construtores seguirão as pegadas da marca sueca, decidindo também impor limites de velocidade às suas viaturas.

Foto: car.info e Volvo