Cuidados a ter na condução em neve ou gelo

winter_tyre MichelinA condução em superfícies com má aderência requer maior atenção na condução e saber convém saber quais as reações que deveremos ter ao volante para adaptarmo-nos às precárias condições da estrada. Seja em água, lama ou neve carros comportam-se de forma diferente do que em asfalto seco, e saber como agir é essencial para evitar acidentes, não se distraia.

Dada a queda de neve que já ocorreu sobre Portugal e as que são esperados nas próximas semanas, fique com algumas dicas básicas sobre como pode melhorar a sua segurança ao circular de automóvel e reduzir as hipóteses de se envolver num acidente rodoviário. Saiba quais os cuidados a ter na condução em neve ou gelo.

Se antecipadamente souber que determinada deslocação o levará a uma zona onde as condições climáticas sejam adversas, seja uma zona habitual de gelo ou neve, equipe o veículo com pneus de Inverno, este tipo de pneus estão normalmente marcados com um símbolo que é um floco de neve numa montanha e as letras “M+S”. Com pneus adaptados a superfícies de baixa aderência e a baixas temperaturas a segurança do carro irá aumentar dramaticamente em todas as situações.

winter tyres MS

Em temperaturas abaixo de 7 graus centígrados o composto dos pneus normais, ditos de verão, ficam enrijecidos, tendo como consequência que a distância de travagem é duplicada e a aderência geral piora muito. Na verdade as forças de aderência dos pneus de inverno são cerca de 4 vezes superiores aos pneus normais.

Também é aconselhável prestar atenção à profundidade do piso do pneu, no caso das regiões nevadas não deve usar pneus com um piso inferior a 4 mm, sobre neve uma menor profundidade de piso aumenta as distâncias de travagem.

Torne-se visível, em situações de neve ou gelo, principalmente de noite, as luzes de iluminação diurna e nevoeiro, se necessário, irão servir não tanto para ver melhor, mas para alertar da sua presença para os outros condutores.

A suavidade é o melhor aliado

Todos os sistemas de controlo do carro deverão ser usados com suavidade. O acelerador deverá ser usado com a necessária “dosagem” e acelerar sempre com muita moderação, pois qualquer excesso provocará o patinar das rodas, nesse momento o veículo perderá velocidade, principalmente em subida, ou não conseguirá arrancar, caso esteja iniciando a marcha. A direção em que estiver a apontar o volante torna-se quase irrelevante nesse momento.

Se com o acelerador é necessário suavidade, com os travões é ainda mais importante, evite travagens bruscas, pois sobre gelo ou neve estas não reduzem a velocidade da viatura e fazem muitas vezes o condutor perder o controlo da direção em que o veículo se dirige. Trave com cuidado e antecipe em muito os movimento a travagem em relação ao que faria normalmente. Usar o motor como travão ajuda e muito nessas situações.

As superfícies com gelo são os verdadeiros obstáculos que todos os condutores devem evitar, porque a reação do carro sobre eles é imprevisível, se for forçado a passar sobre elas faça-o a uma velocidade constante, sem tocar no travão e fazendo o menor movimento de direção possível.

Em carros de caixa manual, no caso de as rodas patinarem ao iniciar a marcha, tente fazê-lo com a segunda velocidade, e conduza mantendo uma velocidade de marcha adequada, mas com uma velocidade engrenada mais alta do que o normal, isto reduz a possibilidade do carro patinar, pois ao aplicar menos força às rodas consegue uma melhor aderência à superfície.

Nos casos de neve, esteja preparado um conjunto de correntes de neve no porta-malas do carro para ter sempre uma solução de emergência. As correntes geralmente são difíceis de montar e serão inúteis se a neve ainda não for suficiente, mas você pode ajudá-lo a tirar de problemas.

Outros pontos a ter em atenção

Não cometa o erro de ativar o fluído do limpador para ajudar a limpar o para-brisas. Se estiver numa situação de temperaturas negativas o líquido pode ficar congelado instantaneamente. Se o limpador não consegue limpar o para-brisa, use uma espátula para remover o gelo e ganhar a visibilidade necessária a uma condução segura.

Em condições climáticas adversas não seja apressado de qualquer forma. Não tente ultrapassar. A sua segurança e a dos que o rodeiam são fundamentais. Siga pelo caminho mais fácil e se concentrar em evitar inesperado.

Não baixe a guarda quando estaciona. O risco não termina quando você chegar ao seu destino. Tenha cuidado com o congelamento do travão de estacionamento, se está em áreas com previsão de geada ou muito baixas temperaturas. E não se esqueça ainda de que o peso da neve pode quebrar os eixos dos limpadores, remova sempre a neve e gelo com a espátula antes de iniciar a marcha.

Fotos | Michelin