Gelo na estrada. Como proceder?

O gelo na estrada dificulta a capacidade de controlar o veículo e progredir de forma segura na estrada, independentemente do tipo de piso da via onde se circula.

Saiba em que condições o gelo se forma e que tipo de precauções deverá tomar, enquanto condutor, para evitar ser mais uma vítima destas condições climatéricas.

Deparar-se com gelo na estrada é um dos maiores receios de quase todos os condutores, especialmente do sul da Europa, menos habituados a estes fenómenos e com pneumáticos geralmente menos adequados.

A formação de gelo na estrada

A formação de gelo ocorre sempre que a temperatura é suficientemente baixa para a cristalização da água, esse fenómeno é frequente às primeiras horas do dia, sendo as condições mais propícias para o aparecimento de gelo. Durante a noite pode suceder exatamente o mesmo.

O local mais comum para o aparecimento de gelo, naturalmente, é onde a temperatura atinge o seu ponto mais baixo rapidamente, a saber, nas zonas de sombra, ou partes cobertas por árvores, isto ocorre tanto em estrada como em zonas de passeios.

Outro tipo de local onde o gelo aparece primeiramente é em pontes e em viadutos, devido à maior velocidade do vento nestas zonas que faz baixar rapidamente a temperatura das superfícies levando à solidificação da água existente.

O temível gelo negro

O inverno traz muitos perigos para os condutores, a formação de gelo na estrada é um dos mais temíveis e entre estes o mais ameaçador é o chamado gelo negro, caraterizado por ser extraordinariamente escorregadio e difícil de detetar.

Este tipo de gelo forma-se quando o ar está a zero graus, ou menos, e cumulativamente existe água na forma líquida na superfície da estrada, de acordo com meteorologista Andrew Mussoline, da AccuWeather.

A água existente, seja esta proveniente de precipitação ou descongelamento de neve, em contacto com o solo que também está a uma temperatura muito baixa, faz com que a água existente congele, criando assim gelo negro.

A cor real do chamado gelo negro é transparente, é como se se tratasse de vidro, extremamente translúcido. Chama-se negro pois dá a ilusão do alcatrão sob este ser um pouco mais escuro e brilhante na superfície, tornando quase impossível de detetar antecipadamente onde ocorre a formação deste fenómeno.

A existência de vento, especialmente de geada, é um fator exponencial para o surgimento do gelo, fazendo com que a superfície da água congele rapidamente e de forma uniforme dando a sensação de transparência absoluta.

Até em ocasiões que o piso já se apresenta seco, mas consegue visualizar manchas no pavimento, as manchas um pouco mais escuras e de aspeto brilhante, provavelmente serão gelo negro. Conduza com precaução, informe-se das condições atmosféricas antecipadamente.

Foto | Andrea_44