Obras na via e sinalização

Obras e sinalização

Portugal é um país onde se verificam muitas obras, das mais variadas intervenções, mas onde grande parte delas tem uma intervenção directa na via pública e faixa de rodagem. Intervenções estas que, também no nosso Portugal, dificilmente após a reparação existe um novo tratamento com qualidade e atempado, que coloque o espaço público, no minimo, como antes se encontrava.

No entanto, pior que essa realidade que só por si já não é boa, são as alterações violentas no pavimento que tantas vezes levam a que os condutores não se apercebam da violenta surpresa que os aguarda, levando a que o veículo sai danificado ou mesmo brutalmente acidentado com as consequências que daí possam advir.

Sinalizar adequadamente as obras

Quando se efetua uma intervenção na via pública que implique a condicionalidade da faixa de rodagem, berma ou passeio, para além daquilo que a legislação contempla, deverão as entidades responsáveis promover uma sinalização capaz de diminuir ou evitar que haja qualquer tipo de acidente rodoviário ou problemas à circulação dos veículos, mas também dos peões.

Para a segurança dos peões a legislação vigente impõe que seja criada uma zona de circulação, devidamente identificada e segura, sempre que as intervenções de obra impliquem que o passeio seja vedado à circulação dos peões. Esse corredor deverá estar devidamente sinalizado e delineado com material reflector.

Obras e sinalização

Na faixa de rodagem, para que a segurança seja realmente eficaz, a sinalização deverá ser composta por sinais em boas condições, nomeadamente, de acordo com as dimensões e cores regulamentadas, para que os condutores os possam avistar e perceber atempadamente. Só desta forma se poderá optar por uma acção, pensada e enquadrada com a realidade envolvente.

Acontece que existe um mau hábito em Portugal de colocar a sinalização no local inadequado, uma vez que tantas são as vezes em que os condutores são surpreendido com sinalização colocada no local exato da ocorrência, o que leva a reações muitas vezes inapropriadas e outras tantas vezes sem distancia adequada a um bom resultado.

Seria importante que as entidades com competência para regular, fiscalizar ou orientar as obras na via e sinalização, tenham uma intervenção mais ativa, no sentido de se poder ter uma sinalização, ainda que temporária, que apresente boas condições e colocada no local e à distância certa. Se tal acontecer, irá diminuir-se bastante a taxa de sinistralidade registada junto a esses locais.