Os problemas da condução nocturna

Os problemas da condução nocturna

Seria extremamente fácil chegar aqui, a este espaço, e descarregar o número da estrada municipal que proporciona uma condução nocturna de elevado perigo, no concelho de Montemor-o-Velho. Mas como nem todos os utilizadores conhecem as vias pelo seu nome, transitar na referida via, nas condições de visibilidade que proporciona, também não lhes iria permitir vislumbrar se era a referenciada.

Assim, para que se torne mais simples perceber-se de que estrada se está a falar, vou fazê-lo indicando nomes de localidade bastante conhecidas no concelho em questão. Refiro-me à estrada que faz a ligação em os semáforos de Quinhendros e a localidade de Santana, essencialmente.

O perigo numa estrada bastante movimentada

Mesmo sendo uma estrada secundária, a estrada que faz a ligação entre a localidade de Quinhendros e a localidade de Santana, sabendo-se que tal via não pertence apenas à autarquia de Montemor-o-Velho, mas também à da Figueira da Foz, é uma estrada que suporta bastante movimento rodoviário.

Circulação nocturna

Acontece que, essa estrada, estreita, composta por desníveis constantes no asfalto, por deficiente manutenção e bastantes curvas tem, igualmente, quase total ausência de luz artificial e marcas rodoviárias que permitam percebem a trajectória da mesma.

Uma vez que isso acontece, a condução nocturna, que só por si proporciona elevados problemas aos condutores, torna-se bastante perigosa, não apenas por que estão os condutores sujeitos a sair da faixa de rodagem, como a invadir o lado destinado ao trânsito em sentido contrário.

Deste modo, urge que as autarquias responsáveis pela manutenção daquela via se juntem e em tempo útil intervenham, de modo a evitar algum acidente rodoviário que se venha a lamentar mais tarde. Para começar os utilizadores agradeciam marcas rodoviárias.