A qualidade das autoestradas portuguesas

Apesar das muitas critícas apontadas, muitas vezes porque é tipicos dos portugueses criticarem quem os governa, quem toma conta das finanças e que realmente “faz” alguma obra, as estradas portuguesas estão entre as melhores da Europa. E não vale a pena falarmos de portagens, de Classes de veículos, o que importa referir é a qualidade do pavimentos, a forma como as estradas estão construídas a quantidade de autoestradas que ligam Portugal de lés a lés.

As estradas portuguesas são as quartas melhores da União Europeia (UE), segundo o quadro de indicadores relativo aos transportes na UE e em que Portugal ocupa o 20.º lugar, divulgado pela Comissão Europeia.
As estradas portuguesas estão avaliadas com 5,91 pontos (UE 4,77), em quarto lugar depois da Holanda (6,14), França (6,05) e Áustria (5,99 pontos).
Por outro lado, Portugal completou já em 2014 a sua rede rodoviária principal da TEN-T (Rede Transeuropeia de Transportes), ocupando desde então o primeiro lugar da tabela neste indicador e que partilha com Espanha, França e Áustria.
O nosso país, com 5,44 pontos tem também uma avaliação acima da média (5,10) no que respeita à qualidade do transporte aéreo, correspondendo ao 13.º lugar na tabela.
A qualidade das infraestruturas portuárias é avaliada em 5,15 pontos (UE 5,14), estado Portugal no 12.º lugar da tabela e das ferroviárias em 4,16 e 16.º lugar (UE 4,30).
O painel destaca ainda que, em 2014, estava 95% da rede ferroviária convencional principal concluída, com Portugal a ocupar o 3.º lugar da tabela, mas as redes ferroviárias de alta velocidade (0% concluída) e marítima e fluvial (24% concluída)”necessitam de muito desenvolvimento”.
No que respeita à avaliação dos consumidores, o grau de satisfação face ao transporte urbano está em Portugal (76,1) abaixo da média da UE (78 pontos), o que corresponde ao 19.º lugar do ‘ranking’.
Por outro lado, a satisfação dos utilizadores de transportes ferroviários é pontuada com 76,6 pontos (UE 72,2), o que coloca o país em 15.º lugar.

A evolução das estradas

No início dos anos 90 deu-se início a uma nova era na construção de estradas em Portugal. Apesar do incremento exponencial na quantidade de vias construídas, deu-se também um aumento, apesar de mais gradual, da qualidade do traçado e pavimentos das estradas do País.
Hoje em dia o cenário a qualidade das estradas em Portugal é seguramente igual ao de Espanha e ao nível das melhores estradas Europeias. Muito graças aos investimentos na investigação, experimentação com novos materiais, nomeadamente misturas betuminosas e principalmente à aposta das grandes empresas na qualidade, sendo de realçar o papel da BRISA – Auto-estradas de Portugal S.A e de outras concessionárias.

Fonte: UE e Brisa
Fotos: Autoestradas de Potugal