Vias de aceleração nas entradas das auto-estradas

Via de aceleração nas auto-estradas

As auto-estradas são vias que servem, essencialmente, para diminuir o tempo de ligação entre duas localidades. São vias onde se transita mais rápido do que as vias comuns e onde nem todos os veículos podem circular, pelas características que estas vias tão específicas proporcionam.

Uma vez que nas auto-estradas se pode circular a velocidades superiores, também é verdade que as distâncias percorridas por segundo são maiores que nas vias comuns, onde a velocidade é mais baixa… bem mais baixa.

A razão das vias de aceleração e abrandamento

No acesso às faixas de rodagem das auto-estradas, existe um espaço que se denomina como via de aceleração. Servem estas vias, como próprio nome indica, para se acelerar, de modo a que, quando acedamos à faixa de rodagem, o possamos fazer em segurança, atempadamente e a permitir recorrer a uma velocidade equivalente à dos veículos que já lá circulam.

As vias de abrandamento que existem nessas mesmas auto-estradas, permitem ou servem, essencialmente, para os condutores que pretendam abandonar aquela via, possam diminuir de velocidade sem que com isso possam comprometer os que transitam em fila e pretendem seguir em frente.

Acontece que, mais uma vez, há quem elabore o projecto de vias sem ter o cuidado de perceber exactamente o que está a fazer ou, simplesmente não saber o que é segurança rodoviária, distâncias de travagem ou mesmo paragem.

Na Figueira da Foz, no acesso da Estrada Nacional 109 à auto-estrada A14 que liga a cidade Rainha das Praias à cidade dos estudantes, é um local bastante perigoso, uma vez que esse acesso não tem uma via de aceleração adequada, fazendo com que os automóveis que aí circulam, acedam à faida de rodagem da respectiva A14 sem qualquer segurança.

Alguns têm sido os acidentes envolvendo automóveis  ligeiros e pesados. A sorte tem-se dado, uma vez que os resultados não vão passando de chapa estragada e plásticos partidos. Pode-se sempre alegar que os condutores devem respeitar os limites de velocidade e a prioridade. É verdade.

No entanto não é menos verdade que a existência no local de uma via de aceleração adequada, minimizaria as possibilidades de acidente rodoviário. Assim, recomenda-se a entidade que explora a via e que tanto cobra pela circulação da mesma entre Montemor-o-Velho e Coimbra, que proceda a obras de adaptação, melhorando o local e a segurança.

 

Foto¦ Google Maps