Passagem de pistas: as “portas ocultas” das estradas

Redacción Circula Seguro

2 November, 2021

Quantas vezes você já usou um “transfer” em suas viagens? Talvez esta palavra possa parecer um pouco estranha, mas se dissermos que estamos nos referindo à passagem de pista, você já imagina de que estamos falando. Pense em uma operação saída ou retorno de férias. Mais de uma ocasião terá visto como uma faixa no sentido contrário é utilizada para melhorar a circulação e fluxo do tráfego. O ponto em que é permitida a entrada nessa faixa é denominado “abertura de barreira”.

Isto é especialmente importante em dias de muito congestionamento (fins de semana, operações especiais, condições climáticas adversas, acesso a grandes cidades, etc.), mas também no caso de acidentes na estrada. Nestes casos a abertura de barreira é um acesso muito importante para mudar o sentido do trânsito ou permitir um acesso mais rápido para ajudar feridos.

Além da operação saída

Por outro lado, no caso de condições climáticas complicadas, essas aberturas são também uma porta de acesso muito importante para veículos de manutenção, pás ou guinchos em caso de ter que remover veículos que possam estar presos estrada e que possam estar bloqueando a circulação.

Existe outra situação na que seu uso é fundamental: os trabalhos de manutenção de estradas, melhoria do pavimento, de pontes, túneis, etc. Quando a manutenção do trânsito em ambos os sentidos ao mesmo tempo é inviável, essas aberturas se tornam uma alternativa excelente para não ter que cortar as estradas.

Coordenação

A abertura das barreiras exige a coordenação entre os Centros de Gestão de Tráfego e os agentes da Guarda Civil: são eles que proporcionam informações no local sobre o estado da estrada e sugerem a abertura da barreira.

Se for decidido que é necessário abrir, é colocado em prática um protocolo no qual, em muitas ocasiões, um guincho tem que intervir devido ao peso das estruturas. Este trabalho é realizado por funcionários de manutenção de estradas com o apoio dos agentes da Guarda Civil. Quando aberta a passagem, a pista contrária é sinalizada.

Removíveis

Atualidade, e para facilitar o trabalho de abertura de faixas, também são utilizados materiais mais leves que o concreto: barreiras de segurança removíveis que permitem uma maior agilidade.

Recomenda-se essas passagens e intervalos de 2 quilômetros, assim como nas extremidades dos túneis com mais de 500 metros e pontes de 100 metros. Também, é particularmente recomendado para rodovias com pedágio, pois há menos saídas do que nas estradas convencionais.

--

Uma iniciativa da: