O autocolante ambiental está a ganhar terreno na Europa

Redacción Circula Seguro

21 de Junho de 2022

Cada vez mais países europeus começam a diferenciar os seus veículos de acordo com os seus níveis de emissões. A Alemanha foi o primeiro país a utilizá-los para esta diferenciação e este modelo foi  agora levado para França e Espanha. Graças a este autocolante, o controlo de acesso pode ser feito nestes países para as suas principais cidades: O autocolante ambiental ou ecológico, que deve ser colocado no pára-brisas, permite conduzir e estacionar no centro das cidades. Os outros autocolantes estão sujeitos a restrições em função do caso específico de poluição.   

Na França, este autocolante ecológico chama-se «Crit-Air» e regula o acesso ao centro das cidades para veículos menos poluentes. No caso francês, o autocolante está dividido em seis categorias, de acordo com a classificação «Euro» do veículo. Em Espanha, denomina-se “Distintivo Medioambiental” e divide os veículos em quatro categorias, em função de suas emissões.  

Zonas ZER

Por enquanto, este sistema de autocolante ambiental ainda não chegou a Portugal, mas já há anos temos as zonas ZER de Emissões Reduzidas no país. Estas zonas são para “promover a qualidade do ar, ao proibir a circulação de veículos que não cumpram determinados regulamentos ambientais”. Desde junho de 2020, por exemplo, o centro histórico de Lisboa está fechado ao tráfego de veículos que não cumpram o regulamento Euro 3, exceto para residentes, comércio, transporte público e serviços de emergência. Apenas os residentes podem estacionar na rua. Em princípio, todos os veículos a gasolina, registados após 2000 cumprem o regulamento Euro 3. Para entrar nestas zonas, é necessária uma carta ou autocolante, para o que devem ser fornecidos documentos que certifiquem a residência. A zona de baixas emissões funciona diariamente das 6:30 à meia-noite. 

E como funciona a zona ZER?

As pessoas que visitam moradores destas áreas podem obter acesso, mas têm de avisar previamente no sítio web específico. Cada morador, deve registar o número da pessoa que o irá visitar. Apenas 10 veículos podem ser convidados por mês e estes devem estacionar num dos parques de estacionamento da zona, nunca na rua. Em todas as ruas que levam às zonas ZER há painéis informativos. A entrada não autorizada implicauma coima. 

A Câmara Municipal de Lisboa admite que se pode conduzir nesta área desde que se cumpra os regulamentos ambientais e menor quantidade de partículas e outros poluentes nocivos para a saúde por quilómetro. Uma opção é equpar os veículos com sistemas alternativos de abastecimento. Utilizar GLP, Gás Natural ou dispositivos que reduzem os elementos contaminantes podem ser soluções para cumprir os regulamentos de emissões. Contudo, esta instalação deve ser autorizada pelo Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT). Para isso, o fabricante ou representante da marca, deve certificar com uma declaração escrita qual regulamento Euro veículo cumpre. Esta declaração deve ser registada no Documento Único de Veículo pelo Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT).  

 

Etiquetas

dados