As bicicletas são para o verão

Redacción Circula Seguro

27 July, 2021

Com o bom tempo as estradas, caminhos e pistas estão cheias de bicicletas numa forma de lazer e desporto que está a tornar-se cada vez mais popular. Mas, sabemos como nos vestir adequadamente para pedalar com calor intenso?

A teoria das camadas

Pensamos que a “teoria das camadas”, ou seja, alcançar a máxima proteção contra o frio, vento e chuva através de camadas de roupas, é exclusivamente para o inverno. Erro: no verão, as camadas também funcionam. A roupa continua a ser a nossa aliada no verão para proteger do sol e para ajudar a manter o frio eliminando devidamente o suor. Opte por tecidos antiabrasivos e sem costura para evitar irritações.

Conforto é segurança

Estas são as peças que, de dentro para fora, ajudão a transpirar corretamente, protegem a sua pele da radiação e evitam irritações. Lembre-se de que a roupa também protege de incidentes, que o conforto é sinónimo de segurança e que as cores que escolhe são também fundamentais para assegurar a sua visibilidade e, portanto, a sua proteção na estrada.

T-shirts interiores: são conhecidas como “baselayer” e ajudam a eliminar o suor excessivo e a sentir-se mais fresco. Verá que nas grandes competições realizadas no verão, esta peça é básica para os ciclistas profissionais, especialmente nas etapas em que sofrem as temperaturas mais elevadas: além da questão da transpiração, protege da frição que pode causar as alças no ombro.

Camisola: o verão faz a diferença entre boa qualidade e imitação. É fundamental que proporcione uma boa respirabilidade para manter-se seco. Há modelos que já apresentam tecnologia têxtil que oferece 30 e 50 de proteção solar sem renunciar à leveza e respirabilidade. Alguns fabricantes oferecem camisolas com perfurações para a ventilação, mas esta opção funciona contra a proteção solar. Evitar a radiação é tão importante que já é possível encontrar mangas (para cobrir os braços) ou mesmo camisolas de mangas compridas para o verão: embora possa parecer de loucos, são muito leves, mantêm o frio e protegem de queimaduras solares. Melhor fecho de correr inteiro para poder abrir com temperatura muito quente e com bolsos traseiros para guardar garrafa de água ou bebidas isotónicas, muito melhor. Também pode guardar um pequeno colete, impermeável ou um casaco fino dobrado.

Calções: apesar do calor, não devemos renunciar desta peça. Tudo que devemos fazer é escolher calções curtos ou sem alças. Lembre-se que também não é preciso usar roupa interior, pois foram concebidos para amortecimento e conforto.

Luvas: imprescindíveis no inverno e no verão, pois são o isolamento e proteção em caso de queda. Há modelos que são especificamente concebidos para o verão: luvas curtas feitas de materiais leves que asseguram a respirabilidade e ventilação.

Sapatos: é melhor usar sapatos ventilados com orifícios ou aberturas na zona do peito do pé e do lado para garantir a respirabilidade e evitar feridas ou bolhas. Alguns sapatos de verão até têm aberturas nas solas para evitar aquecimento excessivo.

Meias: a chave: poucas costuras, bom ajuste, frescas e confortáveis. Existem meias com tecido impermeável para manter os pés secos.

Capacete: lembre-se que é a parte que mais protege. Não andar de bicicleta sem ele. Há também capacetes especificamente concebidos para usar no verão: têm um maior número de aberturas e uma parte traseira menos pronunciada que permite a entrada de ar pela frente para eliminação. Lembre-se que também é aconselhável usar boné com uma boa viseira para os intervalos sem capacete e os óculos de proteção.

Óculos: não apenas protegem da entrada de terra, pó ou insetos nos olhos, mas também dos raios solares no verão. Lembre-se que os óculos devem estar por cima das tiras do capacete para que não fiquem presas no caso de queda.

Cores e segurança

Quanto às cores que mais o protegem, lembre-se que laranja e amarelo são as cores menos comuns na natureza, por isso ajudam o ciclista a destacar-se do seu meio. Para além, são as cores que os condutores de veículos associam aos sinais de perigo e de aviso, pelo que também facilitam a redução da velocidade dos veículos.

Tiras refletoras

As cores flúor em geral são também uma grande ajuda para ser visível na estrada. Contudo, é conveniente ter em conta que estas cores não funcionam ao amanhecer, ao anoitecer ou à noite, pois as luzes dos veículos não emitem raios UV. Por isso, é mais que recomendável acompanhar estas cores com tiras refletoras que pode colocar nas partes do seu corpo que estão em constante movimento ao andar de bicicleta: joelhos e tornozelos. No nosso estudo A atenção na condução: ciclistas invisíveis para os condutores, contamos como tornar-se mais visível aumenta a sua segurança.

Com todas estas recomendações, o calor já não é uma desculpa para não andar de bicicleta. Como dizia a famosa obra: As bicicletas são para o verão!

--

Uma iniciativa da: