Artigos na categoria Estatísticas

Versões “topless” garantem a segurança?

Versões “topless” garantem a segurança?
23 julho 2019

Passear em veículos descapotáveis é muito convidativo quando o sol “mostra a sua graça”. Estas versões “topless” são definitivamente divertidas. São opções que atraem quem passa, tal como a opção de andar com um pouco menos de roupa.

Mas se a gravidade pode ser madrasta para as senhoras que optam por se apresentar assim nas praias, a mesma sensação de “falta de suporte” pode ocorrer quando circulamos num veículo descapotável. Ou seja, também ele “topless” em relação a uma versão dita comum. Vejamos então se as versões “topless” garantem a segurança dos automobilistas. Ler mais…

Vendas de carros diesel, gasolina ou elétrico, o mais vendido é…

09

Em Portugal a tendência de compra de automóveis novos inverteu-se no primeiro semestre deste ano. Os modelos a gasóleo foram destronados da liderança das vendas de carros sendo esta agora ocupada pelos veículos a gasolina.

As restantes variações, sejam totalmente elétricas ou de consumo de outro combustível que não os dois principais também venderam mais. Se bem que, neste segmento os valores acumulados ainda estão a ganhar músculo, atualmente ainda são pouco significativas. Porém já estão a sair da classificação de residuais. Saiba mais aqui. Ler mais…

Vítimas no trânsito: não há melhorias nos dados de 2018

vítima

Os números da sinistralidade não descem, com quase o mesmo número de vítimas no trânsito. É essa a principal conclusão dos dados de 2018, nas estatísticas anuais de segurança rodoviária no âmbito da União Europeia. A redução das vítimas na estrada é de apenas 1% em relação ao ano anterior, o que corresponde a menos 200 vítimas em toda a Europa. No total, perderam a vida em acidentes rodoviários 25 100 pessoas. Já em Portugal, nota para uma melhoria significativa nos números.

Ler mais…

Evolução técnica e condutores idosos

Os novos veículos possuem uma série de tecnologias e sistemas que aumentam exponencialmente a segurança. Com o premir de um botão, pode ativar o estacionamento automático. Pode ativar até um sistema de condução autónomo, talvez ainda não sejam 100% eficazes, mas alguns veículos já os possuem. Embora preveja-se que no futuro os carros tenham a capacidade de conduzir-se de forma totalmente independente.

Ao fazê-lo, os veículos vão obedecer às leis de trânsito e aos limites de velocidade, o que deverá tornar o transporte mais seguro. É interessante analisar este fato em conjunto com outro, o dos condutores idosos. Estes têm vindo a aumentar com um incremento acentuado na proporção que esta faixa etária tem em relação ao total de condutores. Como será que a evolução técnica e os condutores idosos irão se relacionar? Ler mais…