Como perceber se a caixa de velocidades do seu carro tem uma avaria?

Ricardo Carvalho

12 April, 2021

A embraiagem e a caixa de velocidades são os orgãos responsáveis pela transmissão de potência à rodas. Juntas contribuem para aproveitar ao máximo a energia do motor. Mas também avariam. Saiba avaliar algumas avarias deste órgãos apenas através das sensações que lhe transmitem na condução.

A embraiagem é o elemento que transmite a rotação do volante do motor às engrenagens da caixa de velocidades, que por sua vez a transfere para o diferencial através do eixo. A transmissão entre o volante, elemento que se encontra fixo à cambota, e a caixa de velocidades, dá-se através da pressão do disco de embraiagem – prato de pressão. A ligação ente o disco e o volante deve ser suficientemente forte de forma a não se registar a patinagem da embraiagem contra o volante do motor. Ao premir-se a embraiagem, alivia-se o contacto entre o disco de embraiagem e o volante, o que interrompe a passagem de energia para a caixa de velocidades.
O funcionamento da embraiagem tem dois momentos diferentes: Posição embraiada: o pedal da embraiagem não é pressionado, logo a embraiagem está encostada ao volante do motor permitindo a passagem de movimento; Posição desembraiada: o pedal da embraiagem é pressionado pelo condutor obrigando a embraiagem a desencostar do volante do motor. Interrompe-se deste modo a transmissão de movimento. Para cumprir eficazmente a sua função, a embraiagem tem de possuir boas características de: progressividade, para que a transmissão de movimento se dê suavemente devido a um ligeiro patinar do disco da embraiagem sobre o volante do motor; aderência, de modo a que quando se embraie (posição completamente encostada ao volante do motor) não patine; resistência às altas temperaturas para resistir ao calor gerado na fase de arranque (principalmente em declives acentuados);
A atuação da embraiagem pode ser feita através de sistemas mecânicos ou hidráulicos: no primeiro caso temos um conjunto de tirantes que ligam o pedal à alavanca atuadora da embraiagem. No segundo caso, ao pressionarmos o pedal, acionamos uma bomba que atua um mecanismo hidráulico responsável pelo desacoplagem do disco da embraiagem.

Perda de capacidade de desembraiagem

Possíveis causas
Esta situação produz-se quando o veículo continua a andar ou continua “engatado” apesar de se ter carregado no pedal da embraiagem, mesmo a fundo. O defeito estará, quase de certeza, na desafinação deste orgão, aconselhar-se uma visita urgente à oficina.

Pedal frouxo

Possíveis causas
Quando se pisa o pedal de embraiagem e este não tem qualquer reação. A avaria pode estar na rutura do cabo que transmite a ação desse mesmo pedal. Este cabo merece revisão periódica devido ao uso intenso a que está sujeito. Deve ser trocado se se viram rasgos ou deformações na sua capa exterior ou se houver rutura nos filamentos da estrutura metálica.

A embraiagem patina

Possíveis causas
Esta anomalia verifica-se quando o motor está excessivamente acelerado e o carro não anda, ou a sua velocidade é demasiado lenta em relação à rotação do motor. O problema é que a embraiagem não está a conseguir transmitir toda a potência do motor por ter o disco gasto. Há que substitui-lo e rever os componentes.

Ruídos na transmissão

Possíveis causas
Falta de lubrificante (caixa ou diferenciais)
Junta ou juntas homocinéticas gastas ou engrenagens em mau estado.
Apoios de borracha degradados
Folgas várias
Semi-eixos, veios de transmissão ou diferenciais com folgas, gastos ou em mau estado.

Ruídos na caixa de velocidades

Possíveis causas
Falta de lubrificante da caixa. Atenção! O óleo da caixa de velocidades é diferente do óleo do motor e deve ser substituído ou atestado por um técnico. Engrenagens da caixa gastas ou partidas.
Chumaceiras de apoio dos veios gastas Falta de sincronismo dos eixos e engrenagens.

Não entra uma determinada mudança

Possíveis causas
A forquilha de seleção de velocidades está em mau estado.
Desajuste entre a alavanca da seleção de velocidades e as engrenagens.

A alavanca da caixa de velocidades salta de posição

Possíveis causas
A forquilha de seleção de velocidades está gasta ou torcida
A mola da forquilha perdeu a força ou está inoperacional

O carro arranca aos solavancos

Possíveis causas
Os solavancos produzem-se por deformação do discos de fricção, que provavelmente sofreu um aquecimento excessivo. A causa pode estar também na desafinação ou distorção dos pontos de apoio do motor e caixa de velocidades, transmissão ou eixo traseiro. Se não for o caso, há que substituir o disco de fricção por um novo.

 

--

Uma iniciativa da: