Saiba o que fazer para ver e ser visto (na estrada)

Sempre que vai de viagem, seja no verão ou no inverno, nunca se esqueça de realizar uma revisão ao seu veículo. Entre os vários pontos que pode observar, mecânicos ou não, a questão da da visibilidade e da iluminação são muito importantes. Há vários detalhes que convém ter em conta que podem melhorar a visibilidade no automóvel, ganhando em segurança.


Entende-se que a visibilidade é reduzida ou insuficiente sempre que o condutor não possa avistar a faixa de rodagem em toda a sua largura numa extensão de, pelo menos, 50 metros e deve poder observar a via a partir de, no mínimo, 3,5 metros da frente do veículo. Se quer ver bem quando vai ao volante do seu carro, para além de comprovar que as luzes funcionam, que estão alinhadas e em plena potência, é importante fazer uma revisão a outros elementos que é necessário ter em conta para que a visibilidade esteja nos 100%.
Os espelhos retrovisores e os vidros do carro devem estar limpos e livres de quaisquer objetos que impeçam de ver mais além. Em relação ao condutor, não se esqueça de fazer testes de visão regulares e usar óculos no caso de ter sido receitado pelo médico.
Deve também estar consciente de que os restantes veículos que circulam pela via devem saber que o seu carro está ali, portanto deve ser visto por todos os que circulam pela estrada. Assim, utilize devidamente os indicadores de mudança de direção (piscas), e todos os dispositivos luminosos à medida que forem sendo necessários, incluindo os faróis de nevoeiro. Todo o cuidado é pouco.
O Circula Seguro elaborou uma lista de dicas e conselhos para ver melhor a estrada e para ser visto por todos os restantes veículos em circulação na estrada.

Para ver

1 – Regule os espelhos retrovisores do carro. Faça-o sempre depois de ter acertado corretamente o banco, nunca ao contrário. Mantenha-os limpos. De que servem estar bem regulados, e têm o espelhos repleto de marcas de gotas e água.

2 – Se os retrovisores estão limpos, todos os vidros do carro também precisam de estar, para-brisas, vidro traseiro e laterais. Não se esqueça do lado interior dos vidros, que também se sujam. Esta sujidade provoca um brilho intenso que encandeia quando o sol nasce ou quando se põe.

3 – Tenha sempre no carro uns óculos de sol. Os melhores para conduzir são os que têm lentes polarizadas, que ajudam a evitar reflexos e retardam o cansaço da vista, o que acaba por ser muito importante para quem conduz durante muito tempo seguido.

4 – Verifique as escovas e os limpa para-brisas, dianteiros e traseiros. Deve verificar como está a borracha das escovas, como deve ver como limpam para não ter uma surpresa desagradável quando precisar de as utilizar. Nem que seja para limpar a poeira acumulada no para-brisas.

5 – Se os vidros ficarem embaciados por dentro utiliza o sistema de ventilação do carro para secar essa humidade. Não limpe com a mão, uma vez que vai apenas sujar e manchar ainda mais o vidro.

6 – Limpe os faróis com regularidade para aproveitar a potência máxima das lâmpadas. Se os faróis não iluminam o suficiente tente perceber se é da lâmpada. Se não for esse o caso, aproveite para fazer um polimento exterior, o plástico vai ficar mais translúcido e vai iluminar melhor.

7 – Baixe os encosto de cabeça traseiros quando não estão a ser utilizados e evite colocar objetos em cima da chapeleira, logo atrás dos bancos. Guarde tudo o que possa interferi com a visibilidade para o exterior, dentro da bagageira.

8 – Se utiliza normalmente um sistema de navegação portátil com uma ventosa colado no interior do para-brisas, procure colocá-lo numa zona que não interfira com a visibilidade. O ideal será colocá-lo sobre o tablier. O mesmo conselho para o caso de utilizar o seu smartphone como navegador.

Para ser visto

1 – Sinalize todas as manobras com os indicadores de mudança de direção, vulgo piscas. A quantidade de condutores que circulam nas nossas estradas e se esquece deste elemento é elevada. Existem no automóvel por uma razão de segurança.

2 – Ainda que seja de dia, não hesite em utilizar os mínimos. Se o seu carro já estiver equipado com luzes diurnas, tem o “problema” resolvido.

3 – Regule corretamente os médios para evitar encandear os condutores que se cruzam consigo. Se rolar com o carro carregado, é provável que os médios fiquem mais elevados, podendo também encandear os carros que circulam em sentido contrário. Neste caso utilize o regulador dos faróis que equipam todos os modelos atuais.

4 – Utilize os faróis de nevoeiro apenas em caso de nevoeiro, neblina ou chuva. A sua utilização em condições inadequadas pode encandear os outros condutores e valer-lhe uma multa.

Fotos: Pixabay