Vítimas de acidentes de trânsito: um dia para a lembrança e ação

Redacción Circula Seguro

15 November, 2021

No próximo dia 21 de novembro será comemorado o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada (WDR, World Day of Remembrance For Road Traffic Victims). Esta iniciativa surgiu em 1995 por organizações de vítimas da estrada que, com o patrocínio da Federação Europeia de Vítimas de Trânsito (FEVR), decidiram criar um dia que inicialmente foi designado Dia Europeu em Memória e mais tarde, quando organizações da África, América do Sul e Ásia uniram forças, passou a ser Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada.

Terceiro domingo de novembro

Desde então, este dia é comemorado no terceiro domingo de novembro em todos os continentes, não apenas por organizações que trabalham em prol da segurança rodoviária e do objetivo de zero acidentes rodoviários, mas também por governos e outros organismos destacados.

O objetivo deste dia é recordar todas as pessoas que morreram ou ficaram gravemente feridas nas estradas; reconhecer o sofrimento de todas as vítimas, famílias e comunidades afetadas; reconhecer o trabalho fundamental dos serviços de emergência, polícia e profissionais médicos que lidam diariamente com as consequências traumáticas dos acidentes de trânsito. O dia visa também chamar a atenção sobre a resposta legal a mortes e lesões nas estradas e, claro, promover ações para prevenir e deter as mortes na estrada.

Redução da velocidade:

Na próxima edição do WDR 2021 o foco será na redução da velocidade do tráfego: baixas velocidades, que têm o potencial de evitar muitas mortes e lesões graves, em particular dos peões e de todos os outros utentes vulneráveis da estrada: crianças, idosos e deficientes. Esta celebração é particularmente emocionante uma vez que este ano marca o início da nova Década de Ação para a Segurança Rodoviária 2021-2030, durante a qual o Dia Mundial desempenhará um papel importante ao lembrar-nos de todos os objetivos propostos até 2030.

Plano Global para a Década de Ação para a Segurança Rodoviária

Não devemos esquecer que, globalmente, mais de 3.500 pessoas morrem todos os dias nas estradas, o que representa quase 1,3 milhões de mortes que podem ser evitadas e cerca de 50 milhões de lesões por ano, o que a torna a principal causa de morte de crianças e jovens em todo o mundo. “A perda de vidas e meios de subsistência, deficiências, dor e custos financeiros causados pelos acidentes de rodoviários somam-se a um custo intolerável para as famílias, comunidades, sociedades e sistemas de saúde”, diz a OMS. A organização afirma que o custo económico e social destes acidentes “pode ser evitado tornando as estradas mais seguras ou promovendo o transporte público, de bicicleta ou a pé”, por isso “o Plano Global para a Década de Ação para a Segurança Rodoviária estabelece medidas práticas e baseadas em evidências que todos os países e comunidades podem tomar para salvar vidas”.

Mais de 50 milhões de pessoas morreram nas estradas do mundo desde a invenção do automóvel. E isto é mais que o número de mortes na Primeira Guerra Mundial ou em qualquer das piores epidemias. A nossa lembrança a todoas elas e o nosso compromisso em continuar a trabalhar para eliminar estes números.

--

Uma iniciativa da: