Cuidados a ter na noite (das bruxas, ou não)

Cuidados a ter na noite, com uma perspetiva especial para a noite das bruxas

 

A noite das bruxas, ou Halloween como é chamado nos países anglo-saxónicos, tem como tradição que as crianças circulem de casa em casa a pedir doces. Mais concretamente a dar a opção entre “doces ou travessuras”.

Nas comunidades onde esta tradição é seguida os condutores devem redobrar a atenção ao circular ao entardecer e à noite. Em Portugal algumas pessoas seguem esta tradição. Por isso descubra, ou relembre, os cuidados que deverá ter na condução noturna.

Seguindo os conselhos de segurança indicados abaixo irá minimizar os riscos de se envolver em acidentes à noite. Tanto da perspetiva do condutor como do peão. É provável que ao circular em zonas residenciais exista um movimento um pouco maior que o normal. Em especial de crianças pequenas, mesmo que acompanhadas por adultos.

Cuidados a ter na noite das bruxas

Ao entrar em zonas habitacionais reduza a velocidade, tenha cuidado ao passar por veículos parados. O condutor pode estar deixando crianças. Caso essa tarefa lhe tenha tocado a si pare sempre do lado direito da via e só permita que as crianças saiam por esse lado. Assim o próprio veículo servirá de barreira de proteção para as crianças. Assinale a manobra corretamente.

“Esqueça” o seu telemóvel. Evite as distrações a todo o custo. Estar a transportar crianças ou estar a circular em zonas onde estas circulam deve ser motivo suficiente para que dedique 100% da sua atenção para a condução. O uso de telemóvel é, atualmente, a principal causa de acidentes em Portugal. Não arrisque.

Nas comunidades onde a “Noite das Bruxas” é vivida de forma muito intensa é necessário ter especial atenção a crianças que estejam correndo. As crianças, em especial as mais pequenas, podem atravessar a rua em qualquer lugar e de forma extemporânea. Como muitas das mortes de peões ocorre em outros locais que não nas passadeiras este é um fator a ter em conta.

O atropelamento, em especial de crianças, ocorre porque estas podem não ver o seu veículo se aproximando devido à sua estatura, o que também é um gravíssimo problema para o condutor. A capacidade de percecionar a velocidade a que um veículo se desloca e calcular as margens de segurança para atravessar a estrada é algo que só surge a partir de determinada idade. Tenha isso em conta.

Como minimizar os riscos

Para conseguir minimizar os riscos que as crianças correm ao atravessar a estrada é necessário ensiná-las. Assim, ensine-as a atravessar as ruas com segurança, seguindo todos os procedimentos adequados. Não esqueça de que devem atravessar nas passadeiras e que devem olhar para os dois lados antes de atravessar.

Caso não tenham ainda estes processos bem enraizados não as deixe sozinhas na rua. Permita que sejam visíveis, dê-lhes lanternas ou bastões luminosos. Faça-os usar roupa que possua refletores de alta visibilidade. Assim poderão ser vistos mais facilmente pelos condutores e estarão mais seguros. O mesmo se aplica aos condutores, que devem ligar as luzes de circulação um pouco mais cedo de forma a maximizar a visibilidade do seu veículo.

Cuidados a ter na noite

Esteja ciente de que os perigos de conduzir ou circular a pé à noite aumentam. Antes de iniciar a marcha verifique o correto funcionamento dos faróis. Teste os máximos, pois assim garantirá que não está com eles ligados inadvertidamente.

Ao conduzir à noite, terá uma ajuda preciosa, as placas dos sinais são refletivas. Embora não tenha dificuldade em ver as placas, pode ser necessário prestar atenção especial se estiver conduzindo numa área desconhecida. Nesses casos é aconselhável reduzir um pouco a sua velocidade em relação ao que seria normal. Divirta-se mas seja prudente.

Fotos | AmberAvalona, André Chivinski