Câmaras vão detetar quem está a conduzir e a usar telemóvel

 

Autoridades australianos instalam câmeras que detetam automaticamente condutores a usar o telemóvel.Os números impressionam!

Está mais do que provado que o uso de telemóvel por parte dos condutores quando estão a guiar é extremamente perigoso. Autoridades e especialistas apelam a que se separem as águas (se conduzir, não telefone), mas a experiência do quotidiano evidencia que a tentação de usar o telefone é maior.

Na Austrália, o governo do Estado de New South Wales quer agora dar um passo à frente no combate a este problema, estando a implementar uma tecnologia de vigilância que será capaz de capturar automaticamente automobilistas que estejam a manusear o seu telefone móvel.

A estratégia das autoridades australianas passa pela instalação de câmeras de deteção de telemóvel, estando prevista a montagem de 45 no próximo mês de dezembro.

O sistema tem por base duas câmaras, em que uma determina se os automobilistas estão agarrados ao telemóvel e a outra faz a fotografia à matrícula do veículo, cujo condutor está em transgressão.

O sistema tem por base algoritmos de inteligência artificial, cabendo, no entanto, a humanos validar os “positivos” que sejam diagnosticados. Ou seja, uma equipa de seres humanos irá verificar as fotografias que sejam consideradas como prova de que alguém estava a guiar e a usar o telemóvel, em simultâneo.

Fotos que não sejam claras são também encaminhadas para verificação por olhos humanos para evitar multas por engano.

O plano australiano é que algumas das câmeras sejam fixas, na berma da estrada, havendo outras que podem ser instaladas em trailers para permitir a sua deslocação pelo Estado.

As autoridades australianas referem que nos ensaios precedentes à tomada da decisão de avançar com este projeto de uma forma mais massiva mostraram que, em seis meses, o sistema verificou 8,5 milhões de veículos e identificou mais de 100.000 situações de infração. Uma das situações apanhadas foi particularmente inusitada, na medida em que se tratava de um condutor que estava a utilizar um telefone e um iPad ao mesmo tempo.

Se levarmos em conta que a polícia local multou efetivamente apenas 16.500 pessoas por este tipo de práticas, conclui-se que o volume de coimas é muito inferior ao que se passa na realidade…

Fotos: NSW Government Australia