“Ia a conduzir pela rua que atravessa a cidade. Não circulava rápido nem nada. Ia mesmo tranquilo quando, de repente, tive de travar porque um miúdo saltou para a estrada. Depois senti um forte embate na parte de trás do carro. O sujeito que vinha atrás de mim...