Tratores e eletricidade: a colher vantagens

Redacción Circula Seguro

24 August, 2021

A eletrificação da maquinaria agrícola é um fenómeno imparável. Da mesma forma que os tratores desempenharam um papel importante na modernização da agricultura no século XX, os desafios ambientais que enfrentamos e a necessidade de tecnologia para ajudar a produzir mais alimentos com menos esforço, influenhciará a evolução dos tratores no século XXI. A eletricidade será o fator principal.

De acordo com os relatórios da FAO, as atividades agrícolas e pecuárias ocupam cerca de 37% da superfície terrestre e utilizam cerca de dois terços da quantidade total de água consumida pelo ser humano. Estes dados proporcionam uma ideia do impacto ambiental que pode ser produzido pela utilização de energia limpa neste sector.

Tratores elétricos e eletrificação de tratores

Por isso, fala-se muito de tratores elétricos e da eletrificação de tratores. Porém, são conceitos diferentes que devem ser esclarecidos. Construir um trator elétrico e eletrificar um trator são processos diferentes. Eletrificar um trator refere-se ao acionamento elétrico dos componentes do trator (ventilador de arrefecimento, compressor de ar condicionado…) e dos acessórios do trator através da utilização de um gerador elétrico no próprio veículo (motores de viradores de feno, pratos centrífugos de pulverizadores de fertilizante, motores elétricos auxiliares de tração num reboque agrícola…). Que o trator passe a ser um gerador de eletricidade para os diferentes acessórios que podem ser ligados a ele tem um impacto muito positivo na agricultura de precisão; e, para além, a maquinaria agrícola será muito mais flexível no seu projeto, a tração melhoraria muito nos trechos mais complicados e a direção elétrica muito mais eficiente com a diminuição da força aplicada ao volante, bem como a melhoria do controlo dinâmico no transporte.

Para além da utilização da tecnologia elétrica neste âmbito, é a introdução dos tratores elétricos: aqui já não falamos de determinados componentes do trator, mas de um motor de combustão substituído por um elétrico. Isto é, a energia utilizada no trator já não o diesel, mas sim de baterias.

Condições de trabalho mais amigáveis

Para muitos, esta será, não apenas a forma mais sustentável de enfrentar os desafios do sector agrícola, mas também uma das melhores opções para tornar as condições de trabalho dos produtores mais amigáveis. Por exemplo, a redução do nível de ruído e a ausência de emissões poluentes são fatores muito importantes. Outra grande vantagem da introdução da eletricidade neste tipo de máquinas é que o produtor sabe exatamente qual é a demanda de energia das tarefas agrícolas, pelo que é possível planear o tempo de trabalho e para carregar as baterias. Também é importante destacar que a demanda de energia para estas tarefas é relativamente baixa.

O mecanismo de um trator elétrico é muito simples. Tem muito poucas peças móveis, pelo que o atrito é baixo e, portanto, o motor gera pouco calor. Como resultado, a eficiência energética é muito maior. Isto também significa que o custo de manutenção do motor também será pequeno: menos inspeções periódicas por hora trabalhada, menos troca de óleo e filtro e menos consumo de refrigerante, entre outras vantagens. Também diminui a utilização de líquido para travões e direção. Para além, os travões sofrem menos desgaste, pois os motores elétricos são regenerativos.

Autonomia

A autonomia é um dos obstáculos normalmente abordado quando considerada a introdução da eletricidade como forma de energia no campo. A chave é que o veículo tenha autonomia suficiente para realizar um dia inteiro de trabalho. Por exemplo, a bateria de iões de lítio de 650 V e com capacidade de 100 kWh permite até cerca de 4 a 5 horas de trabalho real. A recarga pode ser feita em apenas 40 minutos.

Embora esta tecnologia prometa trazer muitas vantagens, há ainda um longo caminho antes da sua utilização ser popular nos nossos campos. É de notar que o primeiro protótipo de trator elétrico foi apresentado na Feira Agrícola de Paris há apenas 4 anos. Seja como for, embora ainda haja muito trabalho a fazer, o desafio e a oportunidade de introduzir a energia limpa na nossa agricultura é empolgante.

Segurança

A eletrificação dos tratores também pode ajudar a renovar a frota de tratores e, consequentemente, a aumentar a sua segurança. De acordo com os dados do nosso estudo Acidentes, mortalidade agrícola, capotagens de tratores e incêndios em máquinas agrícolas 2010-2019, o sector deve melhorar os seus números de acidentes, aumentando a sua segurança no trabalho. Este relatório proporciona informações sobre este problema e propõe ações e medidas para alcançar o Objetivo Zero em incidentes fatias e graves no campo.

Etiquetas

Mais smart
--

Uma iniciativa da: