Um natal feliz em família

Duarte Paulo

24 December, 2019

Amanhã é dia de Natal, época de alegria e tolerância. O Natal é um período marcado por muitas tradições, entre elas a de reunir a família em torno duma refeição mais “recheada” de pessoas, alimentos e esperança.

Na vertente da segurança rodoviária o cuidado com que se encaram as deslocações nestes dias pode ser marcante para que seja, de facto, uma época feliz. Saiba como conseguir um Natal feliz em família.

Entre as tradições mais marcantes desta época estão as decorações natalícias. Com um pinheiro natural ou “Made in China as crianças deliram com a ajuda que lhes pedimos na decoração da árvore. Mesmo que a atenção dos mais novos esteja focada no momento de abrir as prendas.

Origem da palavra Natal

A palavra Natal usada atualmente em português já foi, em tempos idos, “nātālis”. Era derivada do latim, mais especificamente do verbo “nāscor”, que flexionado obtemos “nāsceris”, “nāscī” e “nātus sum”, todos têm o sentido de nascer, nascimento. Desta mesma origem latina derivam o “natale” do italiano, “noël” do francês, “nadal” do catalão.

Como curiosidade em castelhano a palavra usada era natal porém foi progressivamente substituída por “navidad”. Já a palavra “Christmas”, usada em inglês, evoluiu de “Christes maesse” (‘Christ’s mass’) que quer dizer missa de Cristo.

O que é o Natal

Para muitos o Natal é somente um feriado prolongado, para outros é uma data religiosa. Os primeiros indícios de uma festa cristã comemorativa do nascimento de Jesus em 25 de dezembro surge após o Cronógrafo de 354, um calendário ilustrado da época.

A razão da alteração da data surgiu quando, no ano 350, o Papa Júlio I levou a efeito uma investigação pormenorizada e proclamou o dia 25 de dezembro como data oficial do nascimento de Jesus Cristo. Muito mais tarde, em 529, o Imperador romano Justiniano declarou-o feriado nacional.

Embora tradicionalmente seja um dia de significado cristão, o Natal é amplamente comemorado por muitos não cristãos. Alguns dos costumes populares e temas comemorativos desta quadra têm origens pré-cristãs e até seculares. Entre os costumes populares modernos típicos incluem-se a troca de presentes, a Ceia de Natal, músicas natalícias, festas religiosas, uma refeição especial em família e a exibição de decorações com muitas luzes, estrelas e bolas coloridas.

Com a troca de presentes muitos aspetos da festa de natal envolvem um aumento da atividade económica para o comercio em geral. Assim esta festividade tem se mantido um acontecimento importante para toda a sociedade e um período cada vez mais importante comercialmente falando, um período chave de vendas para os comerciantes e para as empresas.

O impacto económico da comemoração é um fator que tem crescido de forma constante ao longo das últimas décadas por todo o mundo. Torna-se realmente um natal feliz em família. É comemorado mundialmente no dia 25 de dezembro. Na verdade, existem exceções, nos países eslavos e ortodoxos, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro. E ainda, para os cristãos arménios que celebram no dia anterior, a 6 de janeiro.

Comemorações pré-natalícias

Na Madeira e Porto Santo comemora-se a gravidez de Maria, através de missas matinais, geralmente às 6 da manhã. Estas são chamadas de Missas do parto e decorrem ao longo na novena que antecede o dia 24 de dezembro. São muito participadas, não só pela parte religiosa, mas também devido ao lado profano, lúdico e recreativo.

No fim das missas, nos adros das igrejas, são entoados cânticos próprios da ocasião por grupos organizados ou espontâneos. Nestes grupos tocam-se instrumentos musicais regionais, como o rajão, as castanholas, a braguinha ou machete, o pandeiro, o pife, o bombo e a gaita ou harmónica.

Neles são partilhados entre os participantes comes e… muitos “bebes”, nomeadamente bebidas quentes como cacau quente e café. Mas também muitos licores caseiros feitos para a ocasião e por vezes poncha. Todos os comes e bebes são oferecidos, a intenção é a partilha do que cada um têm. Quem irá se dirigir para o trabalho após as missas do parto aconselha-se muita moderação.

O grau alcoólico de cada bebida caseira é muito variável, depende do “gosto” de cada pessoa que o fez. O álcool junto com diversos petiscos doces como as tradicionais broas de mel e de coco e bolo de mel acentuam ainda mais os efeitos. Para “acalmar” o impacto alcoólico existe pão caseiro, rosquilhas e sandes de carne vinha-d’alhos. Também distribuídos de forma graciosa. Aqueles que irão conduzir é aconselhável não ingerir as bebidas alcoólicas, de todo.

Os jantares de natal (desde amigos, aos da empresa, do clube, da freguesia, do grupo de escola) por vezes não são os mais saudáveis, muitas vezes pela ementa, mas as quantidades “industriais” também não ajudam. A duração dos mesmos leva a que sejam ingeridas maiores quantidades que o normal. Cuidado com as indigestões e com o abuso de bebidas alcoólicas.

Um natal feliz em família

No natal as prendas fazem parte das tradições para delícia dos mais novos.

Na noite de 24 para 25 de dezembro é celebrado o nascimento de Jesus, inicia-se exatamente à meia-noite do dia 25 de dezembro. Acredita-se que tenha surgido no século V, por obra do Papa Sisto III. A verdadeira Missa do Galo é uma missa celebrada na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

No natal as famílias estão tendencialmente mais unidas. Passando significativaemnte mais tempo juntas. São os preparativos de refeições em conjunto ou de doces tradicionais que muitas familias ainda mantêm. Analogamente nas ceias de natal o panorama é idêntico aos restantes jantares de natal, deve ter os mesmos cuidados com a alimentação e com os excesso de bebida alcoólica. Porém a sua “intenção” é unir a família. Mesmo que não tivessem mais “atrativos” este motivo era suficiente para afirmar a relevância deste evento.

Para que a reunião das familias efetivamente aconteça é necessário que consigam chegar bem a esse local comum. Quer seja a casa de algum dos familiares ou outro ponto de encontro. As pessoas podem ser condutores, passageiros ou peões, mas o essencial é conseguir lá chegar. Quando todos têm em atenção a segurança rodoviária e praticam uma condução segura a probabilidade de chegar ao destino melhora. Faz a tua parte, circula seguro. A todos um natal feliz em família.

 

Fonte | Wikipédia
Fotos |  João Firmino Sousa, PxHere

--

Uma iniciativa da: