Conselhos para comprar peças auto usadas em centros de abate e desmantelamento

Ir comprar uma peça auto usada a um centro de abate e desmantelamento de automóveis pode ser a solução mais barata para adquirir aquela peça que o seu carro tanto precisa por um preço mais em conta, mas este processo pode ser realmente complexo. Siga os nossos conselhos e tudo se tornará mais simples de conseguir.


Precisa de comprar um peça usada para o seu carro e não sabe como proceder? Aqui ficam alguns truque e conselhos para agilizar o processo de comprar e, claro está, poupar alguns euros. Sabia que nos centro de abate e desmantelamento de veículos (escolha sempre centros autorizados) pode encontrar peças e componentes usados por um preço inferior até 80% quando comparado com o componente original? Já viu o que pode poupar? mas nem tudo são rosas… tenha atenção a vários detalhes…

Alguns conselhos e dicas

1 – Localize a peça que necessita – se pretende aquirir um componente usado, aquilo que precisa de saber, primeiramente, é qual a peça ou peças de substituição que o seu carro precisa. E a verdade é que, apesar de todas as unidades de um mesmo modelo pareçam iguais, são muitos os componentes que mudam de automóvel para automóvel, dependendo do seu ano de produção. Por exemplo, num Opel Corsa 1.2 de 2018, um determinado componente pode não ser extamente igual ao mesmo componente de uma unidade de 2016. Para isso, convém saber qual é exatamente a peça que é precisa. Assim, será necessário saber a referência desse componente ou localizar a peça em questão a partir do número de chassis do veículo que pode ser encontrado no Documento Único do carro.

2 – Informe-se pela internet ou pelo telefone – A internet também é uma ferramenta útil para encontrar peças num centro de abate e desmantelamento de veículos na zona geográfica onde vive. O melhor será procurar por este tipo de centro na sua área de residência. Basta consultar a internet, perceber o número de telefone do centro e ligar a perguntar se terá esta ou aquela peça.

3 – Se vai ao centro, leve roupa confortável – Se é daqueles que prefere assistir ao desmantelamento do veículo, recomendamos-lhe que vista roupa velha porque são locais sujos e repletos de componentes velhos. Se vai “pôr as mãos na massa”, não se esqueças de usar umas luvas para não se magoar.

4 – Antes de desmontar a peça, pergunte a um funcionário – Há centro de desmantelamento tão grandes que para chegar a determinado carro, é preciso ir à boleia de outro. Recomendamos-lhe que, no caso de não ser habilidoso com as ferramentas, antes de ir desmontar peças pergunte se já não terão um daqueles componentes desmontados e em stock. Se não tiverem, pergunte se não pode ser o próprio pessoal do centro a desmontá-lo. Existem centros nos quais os trabalhadores acompanham os clientes e ajudam-nos a desmontar a peça que precisam. Desta forma, também não vai precisar de carregar as ferramentas, que normalmente são pesadas.

5 – Se pedir fatura… terá garantia – Os centros de abate e desmantelamento de automóveis são obrigados a passar fatura, no caso de a solicitar, até porque pode comprar componentes “caros” suscetíveis de não funcionarem corretamente, como um motor, a cremalheira da direção ou algum módulo eletrónico.

6 – Nunca compre peças de desgaste – Existem algumas peças que não deverá nunca comprar num deste centros, por mais baratas que lhe possam sair. Se se tratam de componentes que afetam a segurança do veículo, como, por exemplo, os amortecedores – se estiverem em mau estado serão incapazes de controlar o balanceamento da carroçaria e alargam o espaço de travagem, os discos de travão – que podem produzir vibrações ao travar ou partirem-se, os airbags, que poderiam não “rebentar” em caso de acidente… há muitos componentes que não deverá nunca ponderar comprar num local como este.

Foto: Pixabay