A chuva está de regresso, vamos adaptar o comportamento.

A chuva está de regresso

O final de Agosto trouxe consigo os primeiros pingos de chuva, num anúncio antecipado de precipitação forte para os próximos tempos. Assim, devem os condutores dar início à “substituição do chip” mental e comportamental, com vista a diminuírem a probabilidade de sinistro.

A primeira chuva, aquela que apenas molha o pavimento e não o lava, é sem dúvida a mais perigosa para a circulação rodoviária. Afinal, uma vez que não a lava, liberta do asfalto toda a gordura nele entranhada, tornando-o demasiado escorregadio.

Ler mais…

Condução mais eficiente

2386114930_3ed53590b2_b

A implementação de técnicas eficientes de condução, também chamadas atualmente de condução ecológica, pode levar a significativas reduções do consumo de energia, seja combustível fóssil ou elétrico, podendo atingir poupanças superiores a 10%.

Pelo simples facto do condutor se deslocar a 100 km/h em vez de 110 km/h, poderá obter significativas reduções no consumo de combustível. Nesta situação, o condutor chegará ao seu destino um pouco mais tarde mas chegará em maior segurança e praticando uma condução mais eficiente . Ler mais…

Via mal construída ou projecto mal elaborado?

 

Vias mal contruídas ou projectos mal elaborados?

Já faz muitos anos que aconteceu o que a foto relata. A Ponte Edgar Cardoso, na Figueira da Foz, caia parcialmente, pouco tempo depois de ter sido construída e inaugurada. Felizmente sem vitimas a lamentar provenientes de tal situação, foi durante muito tempo que o trânsito ficou condicionado.

Pouco importa, agora à distância, de quem foi a responsabilidade de tal ocorrência; se de um projecto mal elaborado ou se uma falha na construção, advinda de um desvio ao projecto inicial. Agora, o que realmente interessa, é não voltar a repetir o que aconteceu naquela ponte e que poderia ter tido consequências devastadoras.

Ler mais…

Entenda a Ficha Técnica do seu veículo – Direção

Ficha Técnica do seu veículo (10)

Sim eu sei que já está farto deste tema, mas prometo que este é o penúltimo subtema. Esta semana irei falar-lhe da direção, na próximo semana será o último artigo desta série sobre a ficha técnica do carro, onde falaremos das dimensões.

Os sistemas de direção de um veículo podem ser mecânicos, hidráulicos, elétricos ou eletro-hidráulicos. Com relação ao mecanismo existem dois tipos, pinhão/cremalheira e setor/sem-fim. Estes  dois sistemas podem ter auxílios ou não, quando possuem podem ser hidráulicos, elétricos e eletro-hidráulico.

Ler mais…

A morte espreita em cada passeio mal programado.

A morte espreita a cada passeio mal preparado

Sintra, uma vez mais. No entanto, poderia ser uma outra localidade qualquer. Mas esta situação acontece em Sintra, concelho, numa via de acesso à localidade. Uma via onde o trânsito de viaturas é intenso e da mais diversa categoria. O perigo de atropelamento e morte é elevado.

Quando um estudo recente revela que grande parte dos atropelamentos está direccionado a idosos, seja pela sua falta de mobilidade, diminuição da capacidade de analisar o meio envolvente ou simples distração, a situação que a imagem revela é demais preocupante para quem tem de se deslocar a pé, no passeio e em passeio.

Ler mais…

Você circula seguro? (2/2)

5058226388_149b9d681e_b

O bom senso e a prudência são bons companheiros de viagem, se tivermos a calma de preparamo-nos para um determinado percurso este correrá invariavelmente melhor, siga as regras, cumpra a sinalização e respeite os outros, adoptar esta atitude é meio caminho andado para que possamos circular de forma segura, com menos complicações ou atritos, tanto para nós como para os outros utentes da via pública.

Depois de relembrar a importância de circular dentro dos limites de velocidade, do quão importante é para a sua segurança que os outros saibam antecipadamente o que irá fazer, assim como é importante você saber o que os outros irão fazer, para isso todos devem sinalizar as manobras. E no artigo anterior foi ainda relembrado o fiel cinto de segurança, veja mais algumas dicas para assegurar que você circula seguro. Ler mais…

Sintra, zona de turismo e de perigo rodoviário elevado.

Sintra, zona de turismo e de perigo rodoviário elevado

Sintra é uma zona de turismo de excelência, local que atraí milhares de visitantes a todas as suas atrações turísticas. Acontece que, este centro de turismo não teve em consideração a segurança dos peões, milhares, que diáriamente circulam nas vias pertencentes à localidade.

Para quem se desloca a Sintra em turismos, essencialmente, apesar de o fazer em situação de lazer, com a família ou em grupo organizado, poderá com enorme facilidade, ver-se envolvido numa questão de trânsito complicada para a sua segurança rodoviária, não apenas enquanto condutor, mas principalmente como peão.

Ler mais…

Atenção na condução perto de estádios de futebol

Cuidados a ter perto de campos de futebol

Começou a época desportiva em Portugal, no que ao futebol diz respeito. E como todos sabem, gostem ou não, o futebol é um desporto de massas e de alterações elevadas de padrões de comportamento e emoções.

Uma vez que em Portugal a rivalidade é enorme, entre clubes e adeptos de futebol, pelas mais variadas razões, perto dos estádios de futebol, em dias de jogo, a concentração de pessoas é elevada, no apoio à sua equipa. Isso requer, da parte dos condutores, uma atenção acrescida.

Ler mais…

Entenda a Ficha Técnica do seu veículo – travões

Ficha Técnica do seu veículo (9)

 

No Seguimento dos artigos que tenho vindo a publicar, esta semana é a vez de um sistema tão importante num veículo, os travões. Os travões são um componente essencial num carro, claro que todos falam sempre quantos cavalos o carro tem ou qual o binário, mas ter um sistema bom que seja capaz de segurar o carro depois de utilizar todos esse cavalos é extremamente importante. Ler mais…

Bombeiro não é imune, bombeiro não está impune.

Bombeiro não é imune, bombeiro não está impune

Como já vimos em posts anteriores, o fluxo de viaturas de bombeiros aumenta exponencialmente nesta época de Verão. Com a crescente de situações que exigem a presença de uma ou mais viaturas destas corporações, o risco de acidente é, também, maior.

A urgência advinda da necessidade de socorrer quem não se conhece, faz com que o motorista bombeiro, por vezes, mais do que as desejáveis, aplique um estilo de condução não enquadrado com a segurança rodoviária que se pretende para a segurança geral.

Ler mais…