Artigos arquivados em " Junho, 2019"

Condução solitária e o perigo da madrugada

Condução solitária e o perigo da manhã

Conduzir sem que se tenha descansado nas últimas doze horas, equivale, em nível de perigo para a segurança rodoviária, a conduzir com uma taxa de álcool no sangue de 0,8 g. Se a este factor associarmos a condução solitária, o risco de acidente aumenta consideravelmente.

Grande números de sinistralidade rodoviária acontece pela madrugada. É por essa hora do dia que muitos condutores regressam a casa depois de uma noite de convívio e alguns copos. O cansaço está presente, no entanto, muitas vezes, é ignorado.

Ler mais…

Limpe o interior do carro, todos agradecem!

17019272628_b199791fbf_k

Para uma segurança eficaz ao volante o condutor deverá sentir-se confortável e cómodo no habitáculo do automóvel, o mesmo se passa com os ocupantes, se bem que a capacidade de controlar o veículo dependa do condutor diretamente, os ocupantes poderão tornar-se numa fonte de distração para o condutor.

Após as longas viagens de carro, nas férias de verão, o regresso a casa trouxe-nos, a todos, de volta à rotina, porém algo parece diferente… o carro já não cheira igual, foram muitas pessoas por muitas horas no seu interior, foram as crianças que derramaram o iogurte, o sumo, as batatas fritas e os restos de pão das sandes que se esconderam por entre as frestas dos bancos e esse “cocktail” já está a feder. Limpe o interior do carro… rapidamente. Ler mais…

Escolas de condução – Gravação do exame prático

Escolas de condução - Gravação de exames práticos

Com a entrava em vigor da Portaria nº 185/ 2015 de 23 de Junho outra das novidades que está sobre a mesa, ainda que não implementada, uma vez que requer muito mais do que um simples documento aprovado em Assembleia da República, é a possibilidade dos exames práticos de condução virem a ser gravados através de filme.

Esta é uma possibilidade que, no entanto, gera alguma controvérsia, uma vez que tal poderia condicionar, fortemente, a capacidade do candidato se manter o mais tranquilo, no desenrolar da sua prova de aptidão prática.

Ler mais…

Transferência de aluno entre escolas de condução

ensino da condução pt

Quando se fala de escolas de condução, pensa-se, no imediato, no realizar de um sonho; obter uma carta de condução que permita uma liberdade, muitas vezes exagerada ou mal gerida, mas ainda assim, uma liberdade, em termos de independência de horários.

Acontece que nem tudo é o mar de rosas que se espera quando se procura uma escola de condução para adquirir a respectiva formação. Acontece, em muitas situações, mais do que as expectáveis, os candidatos a condutores, já em processo de formação, não encontrarem à sua disposição o serviço que esperavam ter. Umas vezes porque a própria escola de condução não o proporciona, outras porque o candidato não permite que este aconteça.

Ler mais…

Como se descobriu a fraude da Volkswagen? Foi por acaso?

CEO da Volkswagen

Grupo de investigadores queria usar os carros da Volkswagen para provar que o gasóleo pode ser pouco poluente. Acabaram “chocados com os resultados” dos testes que fizeram.

O escândalo em torno da Volkswagen rebentou este fim de semana mas a investigação aos resultados dos testes às emissões poluentes começou há cerca de ano e meio, em maio de 2014. E tudo aconteceu por acaso, quando uma equipa de investigadores independentes quis usar os modelos da Volkswagen para provar que os carros movidos a gasóleo podiam ser pouco poluentes. Os investigadores ficaram “chocados”quando viram a discrepância entre as medições feitas no laboratório e as que foram realizadas em estrada. Ler mais…

Escolas de condução – contrato de formação

Escolas de condução - contrato de formação

Hoje, dia 23 de Setembro de 2015, entram em vigor as novas regras do regime jurídico das escolas de condução. Vamos, neste post, abordar um dos temas que passam a vigorar e que até então não existia, sendo uma lacuna nas anteriores legislações; o contrato de formação.

O surgimento deste contrato na vida das escolas de condução e dos seus clientes traz novidades e maior proteção a ambas as partes, na medida em que tantos as escolas de condução como os seus clientes, ficam “protegidos” contra o disse que não disse de contratos verbais ou situações menos claras.

Ler mais…

Uso de automóveis em cidade são uma má escolha

cidade sem carros

O Dia Mundial sem Carros é um data internacional celebrada hoje, dia 22 de setembro, em cidades por todo o mundo, que tem como objetivo estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, e sejamos sinceros o uso de automóveis em cidade são uma má escolha, analisando quase todos os aspetos são sempre mais caros, menos eficazes e menos eficientes a transportar pessoas de um ponto para outro da urbe. Muitas vezes não conseguimos perceber a dimensão do problema até vermos algo que demonstre claramente a diferença.

O GIF é um infográfico que foi lançado recentemente criado por uma organização de pesquisa de soluções sustentáveis sediada em Seattle. Nele é possível ver o quão ineficiente os automóveis são, especialmente analisando o problema do espaço, especialmente se as pessoas estão sozinhas na viatura, nos Estados Unidos da América isso acontece em média em cerca de 75% do tempo de viagem.

Ler mais…

A caminho do hospital, os peões têm dificuldade em transitar

A caminho do hospital, os peões têm dificuldade de locomoção

Mais uma vez Coimbra, mais uma vez os peões, mais uma vez a dificuldade das pessoas transitarem em passeios que em nada privilegiam uma cidade capital de distrito, perto de um hospital central onde o fluxo de peões, em trânsito pedonal é de volume médio.

As características das vias na envolvência do Hospital Universitário em Coimbra têm características muito especiais, principalmente na entrada norte, do lado do Hospital Pediátrico. Para além de ser uma via onde o tráfego automóvel é elevado, o facto de não haver espaço suficiente para estacionar dentro das instalações do HUC, o briga a que ele se faça no seu exterior.

Ler mais…

Nunca a caça à multa foi prevenção rodoviária

Nunca a caça à multa foi prevenção

Nunca a caça à multa foi ou será prevenção rodoviária em Portugal ou em outro país do planeta. A caça à multa é e sempre será uma forma de encher os cofres dos Estados que a promovem, visando essencialmente a penalização e não a sensibilização e pedagogia.

Quando uma entidade de fiscalização, seja ela a Polícia de Segurança Pública ou a Guarda Nacional Republicana, avança para o terreno com equipamento destinado ao controlo da velocidade que os condutores aplicam nas suas viaturas, deveriam fazê-lo de forma assertiva e denunciada. Se o fizessem dessa forma, aí sim, estavam a promover a prevenção.

Ler mais…