Artigos na categoria Veículos e tecnologia

Os elétricos e os incêndios

Os incêndios são dos eventos mais complicados num automóvel, em especial no bínómio elétricos e os incêndios

 

Está em curso uma mudança de paradigma no mercado automóvel mundial, os veículos elétricos são cada vez mais comuns. Com eles chegam novas abordagens, sob diversos primas, da questão da segurança rodoviária. Em especial os elétricos e os incêndios.

Sabe como proceder se se deparar com um acidente em que um dos veículos intervenientes seja um elétrico? Sabe qual o risco de ser eletrocutado? Descubra aqui qual a relação entre os elétricos e os incêndios. Ler mais…

Risco de incêndio: Em busca de baterias de carros elétricos mais seguras

incêndio

A chegada do carro elétrico durante esta década provocou alterações significativas em todos os âmbitos da automoção e também da segurança. Se bem que não se pode chamar uma revolução imediata, todos os fabricantes já têm os seus próprios modelos plug-in, com o objetivo de ao longo da próxima década o parque automóvel se vá eletrificando.

Ler mais…

Os sistemas de segurança passiva

As marcas do impacto terminam no início do habitáculo, os sistemas de segurança passiva fizeram o seu trabalho

A maioria das pessoas quer levar o seu carro pessoal desde a porta de casa até à porta do trabalho. São muitas as que ainda demoram um tempo significativo, cobrindo uma grande distância. Desta forma, constatamos que o tempo que passamos diariamente num carro é significativo. Por tudo isto a segurança de um automóvel é cada vez mais valorizada.

Também devido às distrações constantes da condução diária em trajetos repetitivos os fabricantes incorporam mais elementos de segurança. Os sistemas de segurança passiva são os melhores amigos nestes casos. Descubra o que podem fazer por si. Ler mais…

A União Europeia aperta regras de segurança rodoviária

As novas regras de segurança rodoviária preparam o caminho para a condução autónoma

Os veículos novos trazem novas tecnologias propostas pelas marcas, para diferenciá-los dos demais. Mas as entidades reguladoras também estão a impor a adoção de novas regras de segurança rodoviária. Nesse sentido serão usadas novas tecnologias aplicadas aos novos carros. Assim, na União Europeia (UE) todos os automóveis novos, vendidos a partir de maio de 2022, terão de estar equipados com uma panóplia de tecnologia que visa aumentar a segurança.

Bruxelas concordou com um lote de novas regras obrigatórias para os equipamentos de segurança dos automóveis. Saiba quais os sistemas que os veículos novos possuirão daqui a 3 anos. Ler mais…

Encaminhados para a distração

Encaminhados para a distração: Este é o ecrã de 49 polegadas no Byton M-Byte que substitui o painel tradicional

Se não tem um carro novo há algum tempo, ou não esteve num veículo recente à pouco tempo, talvez não tenha reconhecido a imagem acima. Não é um simulador de condução, nem uma consola de jogos, nem a nova televisão da moda. Este é o interior, mas principalmente,  é o painel de instrumentos dum veículo cuja produção está prevista iniciar-se este verão.

A industria automóvel aposta forte na revolução tecnológica. Eles são veículos elétricos, híbridos, ou até autónomos… ou quase! Cada vez com mais informação disponível e para mostrar nos ecrãs cada vez maiores. Será que estamos a ser encaminhados para a distração? Ler mais…

A efetividade dos sistemas ADAS previne uma em cada duas colisões

adas

Na primavera, a União Europeia promovia uma reforma normativa fundamental para a segurança rodoviária. Trata-se de transformar em obrigatórios até 15 sistemas de assistência à condução. A norma comunitária quer que a segurança rodoviária seja uma prioridade dos fabricantes já a partir de 2022. Ainda que os benefícios estejam por demonstrar-se, os especialistas e os estudos não deixam de defender a incorporação dos sistemas ADAS.

Ler mais…

Que informação nos pode dar a caixa negra do veículo em caso de acidente?

caixa negra

Depois de um sinistro, é necessário investigar como é que o mesmo ocorreu. O cenário tem, pelo menos, um veículo como protagonista e danos que podem não ser apenas materiais, mas também pessoais. Caso nos concentremos nos veículos após um acidente rodoviário, podemos obter parte da informação necessária. Os danos exteriores que os veículos podem apresentar indicam a intensidade do choque ocorrido dentro ou fora da via e forma como se produziu. Mas faltam mais detalhes…

Ler mais…

Versões “topless” garantem a segurança?

Versões “topless” garantem a segurança?
23 julho 2019

Passear em veículos descapotáveis é muito convidativo quando o sol “mostra a sua graça”. Estas versões “topless” são definitivamente divertidas. São opções que atraem quem passa, tal como a opção de andar com um pouco menos de roupa.

Mas se a gravidade pode ser madrasta para as senhoras que optam por se apresentar assim nas praias, a mesma sensação de “falta de suporte” pode ocorrer quando circulamos num veículo descapotável. Ou seja, também ele “topless” em relação a uma versão dita comum. Vejamos então se as versões “topless” garantem a segurança dos automobilistas. Ler mais…

A evolução das baterias

Conjunto de baterias dum veículo eletrico.

As baterias são componentes que estão presentes nos nossos veículos há muitos anos. Mas a sua função tradicional está a mudar e são elementos cada vez mais presentes nos veículos modernos.

Atualmente, como certamente sabe, alguns veículos são propulsionados exclusivamente por motores elétricos. A necessidade de cumprir os valores das emissões impostas pelas entidades governamentais tem levado a essa disponibilização de oferta. Saiba como foi, até ao momento, a evolução das baterias. Ler mais…

Vendas de carros diesel, gasolina ou elétrico, o mais vendido é…

09

Em Portugal a tendência de compra de automóveis novos inverteu-se no primeiro semestre deste ano. Os modelos a gasóleo foram destronados da liderança das vendas de carros sendo esta agora ocupada pelos veículos a gasolina.

As restantes variações, sejam totalmente elétricas ou de consumo de outro combustível que não os dois principais também venderam mais. Se bem que, neste segmento os valores acumulados ainda estão a ganhar músculo, atualmente ainda são pouco significativas. Porém já estão a sair da classificação de residuais. Saiba mais aqui. Ler mais…