Seis regras para conduzir na autoestrada

auto estrada

Os números da sinistralidade revelam que por muito boas que sejam as autoestradas, nada como respeitar as regras de circulação, seguindo as recomendações de segurança. Para que não tenha problemas nas viagens que faz, aqui partilhamos seis conselhos para conduzir com segurança na autoestrada.

autoestrada

As autoestradas não estão isentas de perigos

Apesar de já aqui termos falado sobre a segurança das autoestradas face às restantes vias, é importante que se reflita sobre o importante papel do condutor ao volante. As autoestradas são as mais seguras, é verdade, mas está nas nossas mãos conduzir com segurança. Ainda que nos sintamos mais à vontade em estradas mais largas, com mais visibilidade e melhor piso, é bom relembrar que «À vontade não é à vontadinha», como diz o ditado.

1. Respeitar os limites de velocidade

Não faça contas para saber em quanto pode ultrapassar o limite permitido sem ser apanhado no radar. Em autoestrada, em Portugal (e na maioria dos países), a velocidade máxima são 120km/h. Sem exceções. E isso já inclui ultrapassar. Respeite, por isso o limite, em qualquer ocasião em que circule em autoestrada.

 

2. Mantenha a distância de segurança

A distância de segurança é a distância mínima que devemos manter dos veículos da frente. Em caso de haver algum percalço com estes, esse será o espaço que nos vai permitir travar e evitar um acidente.
Cada vez é mais frequente ver, em autoestrada, as marcas que nos ajudam a perceber qual a distância mínima que devemos guardar para o veículo que nos antecede. Lembre-se de que quanto maior for a velocidade, mais tempo precisará para travar e menos tempo terá para se desviar de um qualquer acidente que possa acontecer à sua frente.

 

3. Olhar para os espelhos retrovisoresauto estrada

A condução exige a capacidade de antecipação de qualquer eventualidade na estrada e o retrovisor é um dos nossos melhores aliados. Graças a estes espelhos, podemos mudar de faixa em segurança e mantemos controlados os veículos que seguem atrás de nós. Assim sabemos sempre se estes mantêm a distância de segurança ou se têm a intenção de ultrapassar.
Esta parte é especialmente importante, pois olhar pelos retrovisores não é apenas um conselho, mas também uma obrigação. Não se esqueça que mesmo que esteja à frente e se veja envolvido num acidente por mudar de faixa, não está isento de responsabilidades se o condutor do veículo de trás tiver assinalado correctamente a manobra de ultrapassagem.
Antes de qualquer manobra deve olhar para os espelhos e sinalizar o que pretende fazer.

4. Os «piscas» não são um extra

piscas

Vêm de série em todos os modelos de carros e não os utilizar não é opção. Trata-se de uma das regras básicas do Código da Estrada e das primeiras aprendizagens das aulas de condução. Ainda assim, é comum encontrarmos condutores que se esquecem que estão a partilhar a autoestrada com outras pessoas e que se esquecem frequentemente de utilizar os piscas.
Sendo maior a velocidade que se atinge na autoestrada, mais importante é a sinalização de manobras. Por isso, é necessário que mostremos claramente a nossa intenção antes de realizar qualquer manobra, dando tempo aos condutores que nos sucedem de agir em conformidade.

5. Respeitar os veículos que entram na estrada

As vias de aceleração servem para facilitar a entrada dos veículos nas autoestradas e, como o nome indica, para permitir que estes possam ganhar a velocidade adequada para circular nas mesmas.
Para que os carros tenham possibilidade que o fazer em segurança e sem ter de parar, facilite esta entrada, mudando para a faixa da esquerda.

6. Circule pela direita

Serve para todas as estradas: circule pela direita. Ainda que sejam bastantes as circunstâncias em que tem hipótese de ir na faixa central ou na esquerda, numa autoestrada opte (ainda mais) por circular pela direita.
Não é uma questão de gosto, em primeiro lugar é uma regra (pode ser multado por isso) e em segundo, é uma forma de não causar constrangimentos no trânsito. Se seguir na faixa da esquerda está a impedir que o ultrapassem ou a fazer com que o façam pela direita, em infração e sem segurança.

Imagens | iStock: TomasSereda, Alexandragl1, 19mas05, Rasica
Fonte: Circulaseguro.com