Conduzir com animais nos carros prejudica em muito a condução

Cães em carros - CS

O ato de conduzir deve ser feito com extrema atenção, todo na estrada acontece em segundos ou centésimas de segundos, o simples facto de olharmos para os bancos de trás para fazer qualquer coisa, pode ser suficiente para não ver uma pessoa a atravessar uma passadeira ou um carro que sai de um estacionamento. Quando se fala em distrações vindas dos bancos de trás certamente que o seu primeiro pensamento foram as crianças, mas engane-se, porque os animais, mais habitualmente, cães ou gatos, são um ponto de distração mais acentuado do que as crianças.

Um estudo revela que os condutores que conduzem habitualmente com os seus animais, têm o dobro do risco de sofrer acidentes.

Realizado pela University of Alabama att Birmimgham (UAB), este estudo avalia, pela primeira vez, a presença de animais de estimação no carro como fonte de distração para os condutores. Os ressoltados mostraram que os condutores que conduzem sempre com o seu animal, têm o dobro da probabilidade de sofrerem acidentes.

Ao adicionar o cão à lista de fatores que o condutor deve estar atento enquanto conduz, amenta o risco de problemas, uma vez que afasta a atenção dos condutores para algo que não a tarefa de conduzir.

Os autores do estudo defendem que se deve educar a comunidade para este comportamento de risco, bem como, adequada intervenção legal.

forma de transportar animais

 

Qual a forma correta de transportar animais no carro?

 

No seguimento do estudo em cima explanado deixo agora aqui a forma correta de transportar animais nos carros ligeiros.

Por lei os animais não podem ser transportados soltos dentro dos veículos ou próximo as janelas. Devem ser transportados em caixas ou serem utilizados adaptadores para o cinto de segurança de forma segurar os animais de forma confortável, tanto para o condutor como para o próprio animal.

Muitos donos vêm o seu cão ou gato como um membro da família, logo muitos animais viajam de forma incorreta, é, portanto, normal viajarem soltos nos carros, no colo do motorista ou com o focinho na janela, língua de fora feliz da vida.

Mas o que prevê a legislação no caso de transporte de animais dentro do veículo e como podemos transporta-lo de maneira segura?

De acordo com a lei é uma infração grave conduzir o veículo “transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas”. E ainda é proibido levar pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados e o condutor também fica sujeito a infração grave no caso de não cumprir lei.

Transportar o animal solto no veículo é um risco tanto para o animal quanto para os integrantes do veículo. O motorista pode ficar preocupado com o que o animal está a fazer e desvia a atenção do trânsito. O animal pode atrapalhar na condução do veículo e o motorista perder o controlo do carro e sofrer um acidente. Esses eventos podem ferir o animal e causar danos à integridade física tanto do condutor, quanto de outras pessoas que possam estar no veículo. Além disso, o animal pode ir à janela e cair do veículo em movimento, sofrendo ferimentos e podendo provocar acidentes.

Existem três opções para o transporte de cães de pequeno porte: o cinto de segurança, que é um peitoral adaptado para ser preso ao cinto; o adaptador de cinto de segurança, que acopla a coleira do animal ao encaixe do cinto e a cadeirinha de segurança, semelhante àquela das crianças. As lojas de animais são o melhor local para comprar este tipo de produtos.

Um cão grande, para ser transportado na carroceria do carro deve estar dentro de uma caixa de transporte adequada ao seu tamanho. Soltos na carroceria eles podem ferir-se e também podem pular do carro parado ou movimento e fugir ou provocar acidentes. Prende-lo na corda ou corrente pode provocar traumas no pescoço e até enforcamento.

Existem também, grades de proteção que dividem a bagageira do restante do carro e os animais podem ser levados lá, separados e em segurança.

Já os gatos devem ser transportados dentro da caixa de transporte, pois lá se sentem mais seguros e protegidos, com menor chance de se assustar, de querer se esconder em locais inapropriados ou até ferir alguém.

Outros animais devem sempre ser transportados em suas gaiolas para que estejam protegidos e não corram riscos.
Deixe em baixo o seu comentário se já lhe aconteceu alguma situação caricata com animais enquanto conduzia.