Dicas de protecção para mulheres grávidas

Dicas de protecção para mulheres grávidas

Todos os anos os acidentes de trânsito causam entre 200 e 700 abortos. Na verdade, entre 2% a 3% das mulheres grávidas vêem-se envolvidas num acidente durante a gravidez. Ainda que estar grávida não seja incompatível com viagens de carro há que ter em mente algumas dicas de protecção para mulheres grávidas, pois a falta de informação é precisamente o principal problema das mulheres grávidas em relação à condução.

O cinto de segurança

Deve utilizar sempre, a não ser que o médico tenha aconselhado explicitamente outra alternativa. O cinto superior deve passar entre o peito e o cinto inferior tão baixa quanto for possível, evitando a pressão directa sobre o abdómen. Se este ajuste causar incómodo, existem no mercado dispositivos de retenção do cinto de segurança que evitam a sua deslocação.

O airbag

O accionamento do airbag não é perigoso se este tiver uma distância mínima entre 20 a 25 centímetro, já que o bloco não dispara sobre o abdómen, mas contra o peito e a cabeça.

Movimentação de veículos

Nas últimas semanas de gravidez geralmente a condução é desaconselhada, mas pode ser transportada em carros. Depois do parto, será o medico a estabelecer qual é o momento adequado para regressar a conduzir veículos.

O que fazer em caso de acidente?

Assim que possível visitar o médico para evitar qualquer complicação no processo de gestação.

Foto | Teza Harinaivo Ramiandrisoa