Paginas sociais e a condução

texting

Nos Estados Unidos o mês de abril foi o mês nacional da consciência aliado à condução e com ele veio uma infinidade de pesquisas, estudos e avisos. Todos reconhecem os perigos, mas os números nunca parecem melhorar e os aumento de casos envolvendo páginas sociais e a condução são cada vez mais preocupantes.

Nesse país as campanhas de prevenção são fortes, mas infelizmente mais um caso envolvendo mensagens de texto e uma acidente rodoviário aconteceu no mês passado, com o caso de Courtney Ann Sanford, de 32 anos, de High Point, na Carolina do Norte, que morreu imediatamente depois de atualizar seu status no Facebook.

Seu carro cruzou a faixa de rodagem da estrada indo bater frontalmente em um caminhão, quando Courtney “distraíu-se, usando um smartphone para acesso à internet pouco antes de perder o controle de seu veículo”, de acordo com um relatório do Departamento de Polícia de High Point. O motorista do caminhão não ficou ferido, segundo realtos da emissora de televisão Fox.

O que exatamente era tão premente que Courtney tinha que compartilhar com seu público daquela página social? “A canção Happy faz-me feliz (happy)”, escreveu ela sobre o sucesso músical de Pharrell Williams…

Risco de colisão

Um estudo lançado recentemente pelo Instituto técnico de transportes da Virgínia (VTTI) disse que o risco de envolvermo-nos numa colisão é 23 vezes maior quando escrevemos texto. É um fator de risco expoencial, que necesita de ser divulgado.

Aliás as distrações ao volante têm sido a causa de milhares de acidentes e muitas mortes. Na verdade, mensagens de texto enviadas enquanto conduzem provocaram quase 6.000 mortos, todos os anos, só nos Estados Unidos da América, de acordo com a autoridade nacional de segurança de rodoviária americana.

Histórias de horror

• Um condutor de um elétrico de Boston caiu do veículo enquanto estava enviado uma mensagem à sua namorada.
Cinco colegas da cidade de Rochester, Nova Iorque, morreram menos de uma semana depois da licenciatura, porque o motorista distraíu-se a enviar mensagens de texto.
• Uma mulher de 22 anos embateu em um veículo de emergência, que estava parado e com suas luzes piscando aquando do envio de um texto.
• Um homem de Seattle causado um acidente envolvendo múltiplos carros numa estrada interestadual, quando resolveu verificar o seu e-mail.
• Uma mãe da Califórnia perdeu seu filho de 2 anos, quando um estudante de 18 anos que estava conduzindo e escrevendo texto no seu telefone, atropelou ambos numa passadeira.
• Ambos os elementos de um casal de New Jersey perderam uma perna quando um condutor que estava enviando texto atingiu a sua zona inferior da sua mota.

Não seja o próximo

Mesmo em Nova Jersey, que está entre os 34 Estados que proíbe as mensagens de texto enquanto conduz, um questionário de Fairleigh Dickinson, concluiu que os condutores admitem enviar mensagens de texto durante a condução de condução subiu 40 por cento desde 2008.
A pesquisa, copatrocinada pela Divisão de segurança na estrada de New Jersey, também apurou que atualmente um em cada cinco condutores admite que já enviou um texto ao conduzir um veículo. Um dado alarmante.
Instale um aplicativo no smartphone que limite a sua utilização durante a condução. Existem vários apps disponíveis para uma variedade de sistemas operativos. Esses produtos de software incluem o Textecution, o ZoomSafer eo Key2SafeDriving. Eles desativam determinados recursos quando o telefone deteta que está viajando em uma velocidade específica.

A sua vida é mais importante que a necessidade de constantemente atualizar o seu status, ver os comentários ou postagens dos seus amigos nas páginas sociais. Quando terminar a sua viagem de certza que consegue fazer tudo isso em segurança e sem colocar a si e aos outros em risco. Conduza com segurança.

Foto | Steven Damron