Como lidar com as filas de trânsito

city traffic

As filas de trânsito são um problemas dos tempos modernos. A ida e o regresso de férias são épocas movimentadas nas estradas do país. Por isso, prepare as suas deslocações com tempo, de forma a evitar engarrafamentos e, consequentemente, stress e problemas com o carro. Nós no Circula Seguro deixamos-lhe alguns conselhos para saber lidar com as filas de trânsito e fazer viagens em segurança.

Ao longo de todo o ano, com especial incidência no período de férias, os portugueses vão circulando pelo país em viagens de trabalho ou lazer. Há períodos de pico, momento em que o trânsito aumenta desmesuradamente nas autoestradas e itinerários complementares levando a que a circulação se faça com mais atenção por parte de quem conduz. Mas esta atenção não se limita apenas ao próprio carro, como também a si e a quem transporta dentro do veículo.
Quando está parado num engarrafamento, o veículo tem tendência para sofrer um desgaste superior. O pára-arranca acaba por ser decisivo para criar problemas de aquecimento, de embraiagem, de bateria e de consumo de combustível. Uma viagem longa “obriga” ainda a outros cuidados adicionais para que corra tudo bem e para que chegue ao destino em segurança e sem qualquer problema. Aqui ficam alguns conselhos para evitar stress nos engarrafamentos, uma lista de “dicas” que deverá ter em atenção quando se prepara para uma viagem de carro mais longa.

1 – A Temperatura
Quanto menos esforço estamos a “pedir” ao carro mais este aquece. Parece uma contradição, mas com o motor ligado e o carro parado, não circula ar pelo bloco. Como o ar quente tende a subir e o capot está a tapar o motor, a temperatura naquela zona tem tendência a aumentar. A ventoinha entra em funcionamento para evitar que o motor aqueça, mas claro que vai estar sempre em esforço para que este atinja uma boa temperatura. Se o sistema de refrigeração não estiver em condições, o motor pode aquecer demasiado e estragar-lhe a viagem.

Conselho Circula Seguro
Desligue o motor se a paragem for superior a três minutos. Vai poupar combustível e evitar problemas (se o carro tiver sistema “start/stop” ele fará isso por si) De noite apague os médios e mantenha apenas os mínimos ligados. Desta forma não gastará bateria. No caso da paragem ser prolongada (durante a noite) vá ligando o motor em períodos de 5 minutos para r recarregando a bateria.

2 – A embraiagem
Estar sempre a engrenar a primeira para avançar alguns metros e depois voltar a parar, “acaba” com a perna de qualquer condutor. Para facilitar acaba a pressionar de forma contínua a embraiagem mantendo a primeira engrenada. Nada mais errado. Muitos dos componentes da embraiagem sofrem com esta ação. Por outro lado, se tiver a primeira metida e por qualquer motivo o pé “foge” da embraiagem, o carro dá um solavanco e pode bater no veículo da frente.

Conselho Circula Seguro
Se não for necessário arrancar, deixe estar em ponto morto e solte a embraiagem. Procure estar o menor tempo possível com a embraiagem pressionada. Até nos carros de caixa automática se aconselha a mover o seletor para a posição “N” (ponto morto) e puxar o travão de mão.

3 – Bateria e motor de arranque
Se fizer trabalhar de forma excessiva o motor de arranque durante o engarrafamento, é fácil fazer com que a bateria se gaste mais rapidamente que o normal. O rádio não consome muita energia, mas as luzes, o desembaciador do óculo, os vidros elétricos ou o ar condicionado, consomem imensa energia.

Conselho Circula Seguro
Desligue tudo o que seja imprescindível para “sobreviver” a uma fila de trânsito compacta. Assim haverá sempre bateria disponível para colocar o automóvel em marcha.

4 – Consumos de combustível
Mesmo que desligue o motor quando está parado, que evite utilizar consumidores elétricos ou que faça uma condução suave, num engarrafamento, o consumo de combustível tem tendência a aumentar. O momento de consumo máximo é quando arrancamos, ação que repetimos quando estamos envolvidos numa fila de trânsito.

Conselho Circula Seguro
É inevitável que estejamos sempre a arrancar numa fila em pára-arranca. Se o seu carro não tiver “start-stop” desligue o motor quando o tempo de paragem for superior a três minutos.

5 – Os nervos
Num engarrafamento, o condutor está submetido a um enorme stress, sobretudo se viaja com a família ou se está atrasado. Os nervos tornam-nos violentos e fazem-nos baixar a guarda relativamente a alguns perigos e criar outros ainda piores.

Conselho Circula Seguro
Evite andar a ziguezaguear no meio de um engarrafamento porque pode provocar situações de risco. Para além disso, é provável que deixe o carro atravessado a ocupar as faixas se não houver tempo de terminar a manobra. Se está numa fila de trânsito tente levar a “coisa” da melhor forma. Ouça música e relaxe. Evite passar o tempo a mexer no telemóvel, mandar mensagens, ver sites de internet.