Como usa as luzes de circulação diurna?

LED Clio

As luzes de circulação diurna, aquelas luzinhas engraçadas na frente dos veículos actuais, tornaram-se obrigatórias no espaço da União Europeia, nos veículos ligeiros de passageiros e nos comerciais ligeiros, homologados a partir de dia 7 de Fevereiro de 2011.

As luzes para circulação diurna destinam-se, como o seu nome indica, a estarem ligadas durante o dia, sempre que motor esteja em funcionamento, ou caso possua Start/Stop, sempre que o veículo esteja preparado para circular, o seu propósito não é ajudar o condutor a ver a estrada, mas sim ajudar os outros utentes da estrada a ver o veículo e saber que é um veículo em circulação.

Ver visto e menor consumo energético que os médios

Os faróis devem-se acender entre o crepúsculo e a aurora, devido à redução da luminosidade, em casos de circular em estrada . Os mínimos devem ser ligados durante o estacionamento noturno em zonas sem iluminação ou quando estamos parados numa passagem de nível. Utilizar os mínimos em circulação quando são obrigatórios os médios é perigoso e ilegal, art. 61º do código da estrada

As luzes para circulação diurna consomem menos energia do que os sistemas com lâmpadas convencionais, o vice-presidente da Comissão Europeia para a Indústria e o Empreendedorismo, Antonio Tajani, referia-se também a este fato quando afirmava que “As luzes de circulação diurna darão um importante contributo para o nosso objetivo de reduzir as fatalidades nas estradas europeias. E são também boas notícias para a proteção do ambiente uma vez que o seu baixo consumo de energia, comparado com as luzes normais, reduzirá as emissões de CO2”.

O que acontece à noite

De inverno, devido ao anoitecer mais cedo, eu circulo quase sempre de noite ao fim do dia, se no ano passado constatei que eram poucos os carros a circular com as luzes de cruzamento, os chamados médios, desligados, este ano é um absurdo, são muitos.

Subtraíndo os pouco casos de veículos que acedem só os mínimos, geralmente por distração, e dos outros condutores que acedem os faróis de nevoeiro, os que mais me chocam são os que circulam só com a luzes de circulação diurna acesas.

Os infratores são quase sempre o mesmo modelo, a versão mais recente do Clio, devido às relativamente potentes luzes de circulação diurna, os condutores esquecem-se de ligar as luzes normais, circulando, quase sempre, só com os LED’s ligados.

Para quem os encontra de frente a visibilidade do veículo é razoável, apesar de ilegal, porém quando nos aproximamos de um destes veículos pela traseira não tem nada a indicar que o veículo está a circular ou não. Na traseira não existe nenhuma luz acesa, logo, a possibilidade de embate na traseira aumenta drásticamente. Tenham em atenção este fato quando circular à noite.

Foto | K?rlis Dambr?ns