Quando é preciso trocar os pneus?

495971051_2a53f35208_b

Os pneus são algo mais que elementos “redondos e pretos”* em borracha que envolvem as jantes de um veículo, que para mal dos pecados de muitos têm a “infeliz tendência” de atrair a polícia quando estão carecas.

Na verdade os pneus são o único ponto de contacto de um veículo com o solo, por isso têm a responsabilidade da ligação à estrada. São a única forma que permite transmitir as indicações do condutor, quer sejam através do volante, travões e acelerador, possibilitando curvar, travar e acelerar de forma eficaz e em segurança.

Quando é preciso trocar os pneus?

O mais óbvio é quando um pneu está furado, mesmo que seja o chamado furo lento, aqueles furos minímos, ou por vezes danos no pneu, ou jante, que provocam a perda lenta do ar, estes casos são muito perigosos pois aquando de uma inspeção visual antes do início de uma viagem geralmente não são detetáveis porque aparentemente o pneu está com pressão, mas após alguns quilómetros começam a perder ar. “Ir enchendo” não é opção, por isso troque o pneu.

Os pneus podem apresentar problemas de desgaste nos flancos, por desequilíbrio da roda ou mau alinhamento. Se o desgaste for de ambos os lados significa que os pneus estão com pouca pressão. Se o desgaste for ao longo da zona central do pneu, é porque, provavelmente, terá pressão a mais.

Quando o desgaste é normal, a maneira mais simples é verificar os indicadores de desgaste do piso, que facilmente e de forma visual permitem verificar esse mesmo desgaste. Quando a profundidade das ranhuras do piso estiver reduzida a 1,6 mm está na hora de trocar. A Michelin recomenda mudar os pneus um pouco antes que chegue a esse limite, pois para além de se tornarem pouco seguros, pode muito bem ser multado.

Os pneus para automóveis de passageiros possuem, pelo menos, seis filas transversais de indicadores de desgaste, dispostas em intervalos iguais e posicionadas nas ranhuras largas da zona central do piso. Estes indicadores de desgaste têm um molde diferente dos restantes para não serem confundidos com as saliências de borracha entre os frisos ou blocos do piso.

Os pneus também envelhecem

Quanto ao envelhecimento dos pneus este não é previsível, pois são mais relevantes as circunstâncias externas que a data de fabrico. Assim, a temperatura, a manutenção, as condições de armazenagem e utilização, a carga, a velocidade, a pressão, assim como o tipo de condução do utilizador do veículo determinam em grande medida a vida útil de um pneu.

Após cinco anos os pneus devem ser verificados anualmente por um especialista e aos dez anos devem ser definitivamente substituídos. Os fabricantes recomendam prestar atenção ao aspeto externo dos seus pneus para detetar qualquer sinal de envelhecimento ou fadiga da borracha. Um envelhecimento excessivo dos pneus pode ter como consequência uma significativa perda de aderência.

O que diz a lei

A regulamentação relativa a pneus determina que todos os que estão montados num veículo, incluindo, quando aplicável, o ou os sobresselentes, devem apresentar a ou as marcas de homologação CE, ou a marca de homologação, que indica a conformidade com os regulamentos em vigor.

Também está legislado que todos os pneus montados num veículo, excluindo os sobresselentes de utilização temporária, devem ter a mesma estrutura, e que todos os pneus de cada eixo devem ser do mesmo tipo.

Para garantir o cumprimento da lei e oferecer segurança a quem circula consigo, é aconselhável que verifique mensalmente a profundidade e o estado da zona de rolamento dos pneus de forma a garantir que não possui danos nos flancos ou qualquer sinal de desgaste irregular.

Que pneu escolho?

A Michelin disponibiliza, na sua página, uma ferramenta de pesquisa muito útil, pois basta selecionar apenas a marca do seu veículo ou a dimensão do pneu e com a ajuda do pesquisador de pneus a Michelin recomenda os melhores para o seu veículo em particular.

Há muitas formas de encontrar os pneus mais adequados, se não sabe bem que pneus se adaptam corretamente ao seu veículo, verifique as dimensões homologadas no livrete e utilize o pesquisador de pneus. Se ainda tiver dúvidas, consulte um distribuidor de pneus fidedigno.

* Resposta do piloto de ralis Juha Kankkunen após uma classificativa em condições muito complicadas

Foto | Manel