Segurança rodoviária e prevenção rodoviária: são coisas diferentes?

segurança rodoviária, prevenção rodoviária

Segurança rodoviária e prevenção rodoviária são usados indiferenciadamente, mas são a mesma coisa? Podem distinguir-se? Onde acaba uma e começa a outra?

Segurança rodoviária e prevenção rodoviária são expressões que se usam de forma indiferenciada. Normalmente uma é usada quando seria mais apropriado utilizar a outra e vice-versa. Na realidade, esta “confusão” nas designações até se compreende dada a sua profunda e simbiótica relação, no entanto, se quisermos ser rigorosos, podemos distingui-las.
Segurança rodoviária é um conceito mais lato: abrange tudo o que são políticas e estratégias de segurança rodoviária; prevenção rodoviária é uma expressão que se refere mais especificamente ao conjunto de medidas, regras e atitudes que têm como propósito prevenir o acidente.

São conceitos similares e que se casam até, mas, em rigor, têm algo distinto, em que um (a prevenção rodoviária) está na génese do êxito do outro (segurança rodoviária).

Desta forma, para se promover uma verdadeira cultura de segurança rodoviária (que passe por uma alteração de mentalidades e de comportamentos na estrada) é inevitável que as pessoas inculquem boas bases de prevenção rodoviária.

Hábitos simples e que todos deveríamos ter enraizados como não conduzir depois de ingerir bebidas alcoólicas, respeitar as regras do Código da Estrada, usar o cinto de segurança, não circular em excesso de velocidade ou não estar ao volante ao mesmo tempo que se utiliza o telemóvel fazem parte de uma política de prevenção rodoviária. Que contribui decisivamente para uma cultura de segurança na estrada.

Uma nação com uma boa estratégia de segurança rodoviária terá de ser uma nação com uma ótima estrutura em matéria de prevenção e educação rodoviária.

E onde entra, por exemplo, a fiscalização rodoviária? Diz respeito à segurança rodoviária, mas como é sabido, quando os condutores veem uma patrulha de polícia adotam um melhor comportamento na estrada, pelo que a fiscalização rodoviária também desempenha um papel importante como fator de prevenção rodoviária.

Como escrevíamos, segurança rodoviária é uma definição mais ampla do que prevenção rodoviária.

segurança rodoviária, prevenção rodoviária

Segurança rodoviária primária, secundária e terciária

Segurança rodoviária pode dividir-se em segurança primária (ou ativa), segurança secundária (ou passiva) e segurança terciária.

A segurança primária (ou ativa) é  tudo o que tem o objetivo de evitar o acidente. É aqui que se encaixam as medidas de prevenção rodoviária, tal como todo o tipo de tecnologias e de assistência ao condutor que ajuda a evitar um acidente, como é o caso do bom estado dos pneus, dos travões, do sistema ABS, da suspensão, das luzes ou da direção, entre outros.

segurança rodoviária, prevenção rodoviária

A segurança secundária (ou passiva) destina-se a minimizar as consequências de um acidente no momento em que este ocorre e proteger os seus intervenientes (caso do airbag, do cinto de segurança ou do capacete nos motociclistas).

A segurança terciária tem o intuito de minimizar as consequências já depois da ocorrência de um acidente (aqui estão compreendidas as operações de socorro de bombeiros e profissionais de saúde).

Deste modo, quanto mais elevada for a cultura de um país assente na prevenção rodoviária (segurança primária ou ativa), mais bem-sucedida será a sua política (de segurança rodoviária) de conseguir reduzir ou mesmo evitar desastres de viação.

O dia em que, na prática e nas atitudes da estrada, a prevenção rodoviária se fundir em termos práticos com a segurança rodoviária, será o dia em que os acidentes que provocam ferimentos nas pessoas terão uma expressão residual.

Fotos: FIA, Peterborough Police, Carsome.my