Sabe arrumar a bagageira do seu carro quando vai de férias?

As férias estão aí e é hora de arrumar as malas no carro, reunir a família e “zarpar” em direção ao sol, à praia e ao calor. Esta não é uma tarefa tão simples como pode parecer. Assim, siga as regras do Circula Seguro para que a viagem decorra sem sobressaltos.


Chegaram as férias. Tudo pronto. Malas arrumadas, brinquedos das crianças guardados e vontade de sair rumo ao destino do merecido descanso. Fazer-se à estrada exige alguns cuidados com a bagagem para melhor garantir a segurança e o conforto dos passageiros no decorrer da viagem. O mais comum é a “arrumação” das malas e dos objetos de qualquer forma namala do carro… correndo-se o risco de não caber tudo. Evite a qualquer custo tapar os vários campos de visão do veículo, seja dos lados ou atrás. Organize bem as suas malas para aproveitar ao máximo o espaço disponibilizado pelo seu automóvel. Não arrume a bagageira somente no dia da partida

Três malas, dois colchões de praia, um carrinho de bebé, um guarda-chuva e mais um sem-fim de brinquedos de criança. Esta é apenas alguma da bagagem que se pode querer carregar num carro familiar na saída para férias. Os preparativos podem ser stressantes para muitos: não podemos deixar nada para trás e é importante aproveitar o espaço ao máximo. Conheça cinco dicas para que a bagageira do carro fique sempre em arrumada na hora de arrancar atrás do descanso.

1. Menos é mais: saber escolher é o primeiro passo para iniciar a organização dos preparativos para as férias, segundo Aline Lau, a primeira consultora oficial na Europa para o método KonMari. Antes de partir de férias, uma das dificuldades é a de escolher o que levamos e o que deixamos em casa. Para boas decisões, o melhor é fazer uma lista e visualizar como queremos que sejam as nossas férias ideais. Só assim selecionaremos o que realmente nos será útil.

2. Ordenar por categorias: subdividir em categorias o que realmente levaremos é um bom recurso para uma organização mais eficiente e mais racional. Dividir o fundamental em categorias, como o vestuário, os acessórios, os brinquedos das crianças ou o estojo de medicamentos, permite-nos enfrentar a tarefa por partes e de forma mais ligeira.. Um exemplo passa por colocar os brinquedos e os insufláveis de praia num mesmo compartimento, aproveitando os espaços livres.

3. Vestuário, enrolado e na vertical: as malas com tudo o que queremos levar dentro facilmente se transforma num quebra-cabeças no qual é preciso encaixar tudo. Para se maximizar o espaço é recomendável enrolar cada peça e colocá-las todas na vertical, para um menor volume e também para que consigam ver todas as peças em simultâneo”, aconselha. Além disso, acredita “cria um efeito relaxante.

4. Aproveitar o interior do carro: não é apenas filosofia, uma vez que a engenharia é um bom aliado da ordem. Quando se projeta um modelo, a nossa prioridade é a de obtermos a máxima capacidade para aproveitarmos cada milímetro útil. Todos os compartimentos do automóvel são úteis para guardar os objetos mais necessários, como os lenços ou bebidas, para os termos sempre à mão e arrumados. Por motivos de segurança, não devemos deixar nada solto no interior do habitáculo, nos bancos, nem na chapeleira.

5. Na bagageira, os últimos serão os primeiros: o primeiro passo antes de colocar a bagagem passa por aproveitar o piso duplo da bagageira. Devemos pensar no que precisamos de tirar primeiro para que fique numa zona mais acessível. Quanto às malas, as mais pesadas devem ir sempre na parte mais baixa e quanto mais atrás melhor. Se não colocarmos corretamente a bagagem e não a prendermos convenientemente as coisas podem libertar-se com uma travagem ou manobra brusca, colocando em risco a segurança dos ocupantes. Circulando a 100km/h, e no caso de uma travagem repentina, um volume de 30kg pode converter-se num de 90kg, multiplicando o seu peso por três. Se, além disso, também colocarmos as malas com as pegas para cima será mais prático na hora de as retirar.

Fotos: SEAT