Inspeção automóvel mais cara em 2017

Desde esta semana que o preço para inspecionar o automóvel está mais caro. Sabe quanto terá de pagar?

O nº 3 do artigo 2º da Portaria nº 378-A/2013, de 31 de dezembro, estabelece que a partir de 1 de janeiro de 2015, as tarifas devidas pela realização das inspeções técnicas periódicas e reinspecções, inspeções para a atribuição de matrícula e inspeções extraordinárias de veículos a motor e seus reboques, bem como pela emissão da segunda via da ficha de inspeção, são atualizadas, anualmente, de acordo com a taxa de inflação medida pelo índice de Preços no Consumidor Total (sem habitação).

Aumento de 0,52%

A taxa de variação média anual levada em conta é a referência ao último mês que esteja disponível, publicado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Sendo assim, considerando que, de acordo com a última publicação do INE, referente a novembro de 2016, do “Índice de Preços no Consumidor”, a taxa de variação medida anual (sem habitação) foi fixada em 0,52%, o Conselho Diretivo do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) deliberou ajustar nessa mesma proporção os valores das tarifas das inspeções. Nestes preços, estão, igualmente, definidos os valores das inspeções para os motociclos, apesar de ainda não estarem a ser aplicados nesta data. O ajuste foi decidico no passado dia 4 de janeiro de 2017, tendo entrado em vigor no passado dia 16 de janeiro passado.

Deste modo, um ligeiro (de passageiros ou de mercadorias) passa a pagar 30,70 euros, um crescimento de 16 cêntimos. Um pesado (de passageiros ou de mercadorias) paga agora 45,95 euros, uma subida de 23 cêntimos. A uma reinspecção é aplicado um valor de 7,70 euros, um aumento de quatro cêntimos.

Para mais fácil consulta, elaborámos e publicamos este quadro com os valores todos, com a comparação com a situação anterior até esta atualização.

Foto¦ Dekra