Artigos na etiqueta Distância de segurança

Porque se deve manter uma distancia de segurança

“Os condutores devem guardar dos outros veículos uma distância suficiente que lhes permita parar em segurança no caso de travagem ou imobilização súbita”, diz o o Artº18 do Código da Estrada.

O texto parece relativamente simples de entender. No entanto parece ser difícil de cumprir por alguns condutores quando estão ao volante. A vontade de andar colado à traseira do veículo que o precede pode ser fatal. Saiba mais aqui. Ler mais…

A matemática por detrás das distâncias de segurança

Quando chegam ao cenário de acidente o que as autoridades procuram são as marcas de derrapagem. As perguntas centram-se nesse importante aspeto para tentar adivinhar a que velocidade seguiam os veículos envolvidos.

No momento que um condutor aciona os travões de um carro, o carro não vai parar de imediato. A distância de travagem é a distância que o carro percorre antes de se imobilizar. Para isso, é necessário saber a matemática por detrás das distâncias de segurança. Ler mais…

Distância de segurança nas filas de trânsito

Distância de segurança em fila de trânsito

Temos abordado ao longo dos últimos três anos os mais diversos temas relacionados com a segurança rodoviária, entre eles o da distância de segurança, em diversas situações.

Mas como os nossas alertas nunca são demais, voltamos a frisar, o facto de, em diversas situações diárias, acontecerem por pressão rodoviária, pressão essa que condiciona a segurança geral.

Ler mais…

Quando a travagem não é compatível com a distância de segurança

Velocidade e distãncia de segurança

A travagem de um veículo, seja ele qual for, está sempre diretamente associada à velocidade a que esse mesmo veículo circula e à distância de segurança que vai mantendo em relação ao veículo que o procede.

Quando circulamos em conjunto com outros veículos, devemos ter em consideração diversos fatores, sendo um deles a distãncia que mantemos relativamente ao veículo que nos precede, mas também a capacidade que o nosso veículo dispõe, em caso de haver necessidade, de efetuar uma travagem, seja ela de maior ou menor intensidade.

Ler mais…

A verdadeira razão para manter uma boa distância de segurança

distância de segurança

Muito se tem escrito e falado sobre distância de segurança. No entanto, continua-se a não respeitar as normas de segurança mais elementares, como por exemplo a velocidade e a distância de segurança em relação aos veículos que precedem.

Se é verdade que por vezes se torna difícil perceber se a distância de segurança que estamos a aguardar é a suficiente para se evitar um conflito rodoviário, nunca será demais que se deixe uma distância de segurança ainda maior, nessa mesma dúvida.

Ler mais…

Distância de segurança relativamente a determinado tipo de veículos

Distância de segurança em relação a determinado tipos de veículos

Nas cidades mais desenvolvidas e com fluxo de trânsito elevado, existem serviços de transporte público colectivo de passageiros ao serviço de todos aqueles que o quiserem utilizar para se deslocarem. A utilização desses veículos é benéfica para todos; trafego, ambiente e economia.

Acontece que muitas são as pessoas que não utilizam estes serviços e optam pela utilização do próprio veículo para se deslocarem, ainda que em curtos percursos. Até aqui, nada contra. No entanto, ainda que façam utilização dos seus próprios veículos, devem respeitar quem ao seu redor se movimenta.

Ler mais…

Distância de segurança é essencial à boa circulação rodoviária

Distância de segurança é essencial à boa circulação rodoviária

Já foi aqui debatida a temática distância de segurança, no entanto nunca é demais alertar para o facto dela ser essencial à segurança rodoviária e boa circulação e fluidez do tráfego automóvel. Afinal, se o condutor não aguardar uma distância de segurança adequada, poderá ver-se envolvido numa situação de conflito que poderia ser evitada.

Não será preciso ir muito longe para o leitor verificar do que se está a abordar. Vá até a uma via de tráfego, aguarde uns momentos e, ao ver passar duas ou mais viaturas, irá verificar que as mesmas, certamente, transitam muito perto umas das outras. Diria mesmo, excessivamente perto umas das outras.

Ler mais…

Tempos antigos e tempos modernos nas estradas de Portugal

Tempos antigos e tempos modernos nas estradas de Portugal

Com o avançar dos ponteiros do relógio, os anos vão também caminhando no sentido de um futuro que se mostra cada vez mais surpreendente, tecnologicamente, imprevisível e demonstrador das capacidades humanas em criar soluções capazes de aumentar a segurança activa e passiva dos utilizadores da via pública.

Os automóveis vão sendo equipados, de série, com equipamentos e tecnologia de ponta, sempre em busca das melhores condições de segurança. Se nos tempos antigos essa segurança era descartada, pensando-se apenas em termos de velocidade, nos tempos modernos essa segurança é o ponto de partida para a construção de um veículo.

Ler mais…

Pavimento traiçoeiro a condutores distraídos

Pavimento traiçoeiro

Existem localidades que têm em algumas das suas vias de circulação um pavimento composto por paralelipípedo. Este tipo de pavimento serve, em muitas ocasiões para embelezar uma determinada zona mais histórica, mas noutras apenas para manter uma linha de construção, supostamente, mais duradoura.

Já aqui foi debatido a questão das condições deste tipo de pavimento traiçoeiro a condutores mais distraídos, no entanto nunca é demais relembrá-lo, uma vez que muitos são os acidentes rodoviários que acontecem neste tipo de vias.

Ler mais…