Chuva e velocidade são dois factores que condicionam a segurança rodoviária

Chuva e velocidade são dois factores que condicionam a segurança rodoviária

Chuva e velocidade não são factores que possam andar de mão dada com a segurança rodoviária que se deseja nas estradas portuguesas. Tal facto deve-se, essencialmente, à razão de as estradas, com tempo de chuva, se encontrarem mais escorregadias, proporcionando um aumento na distância de travagem e paragem.

Actualmente, apesar de estarmos em período de chuvas, a realidade é que a instabilidade do clima não nos possibilita perceber que condições atmosféricas podemos encontrar ao longo do nosso caminho. E uma vez que assim é, poderemos, a qualquer momento, ser surpreendidos por fortes chuvadas.

Aumente a distância de segurança com chuva

Nunca é demais alertar os nossos leitores que aumentar a distância de segurança em relação aos condutores que circulam diante do nosso veículo é uma segurança acrescida e uma forma de prevenir o facto de haver menor atrito e menor dissipação de energia.

Se o fizer, garante uma melhor qualidade na sua condução, menor pressão no condutor que o antecede e tem a vantagem de não se ver integrado numa situação de conflito de trânsito que lhe pode condicionar a sua integridade física e a daqueles que viajam consigo.

Seja responsável e perceba que, por melhor condutor que seja, por melhor viatura que tenha, velocidade e chuva não são factores que andam de braço dado com a segurança rodoviária. Seja prudente, circule com precaução.