Sinais de trânsito escondidos com prescrição de fora

Sinais escondidos com prescrição de fora

Voltamos a abordar a questão da manutenção das vias e da sinalização obstruída pela conquista da natureza do seu espaço natural. E voltamos a abordar esta temática, por que ela adquire uma importância elevada para a segurança rodoviária e a diminuição da probabilidade de acidente rodoviário.

Quando são colocados na via pública, os sinais de trânsito têm o propósito de coordenar e orientar a circulação dos utilizadores. Para que tal aconteça, é necessário que estejam devidamente visíveis e adequadamente legíveis, porque se tal não acontecer, não será pelo facto de lhe vermos parte, que passaremos a saber o que indica.

A responsabilidade da manutenção e consequências

Quando circulamos, esperamos ter, por parte de quem tem a responsabilidade de manter as vias em boas condições de circulação, o meio rodoviário capaz de nos permitir fazê-lo em segurança. Tal impõem-se, com vista a diminuir a possibilidade de surgir um acidente rodoviário.

Acontece que, se ao circularmos, nos depararmos com sinais de trânsito escondidos, seja pela natureza, seja por qualquer outra casualidade, ou mesmo degradados, estamos sujeitos a não recolher a melhor informação, aumentando o risco rodoviário.

É, assim, importante, que as entidades responsáveis, não apenas pela colocação dos sinais, mas pela sua manutenção, tenham o cuidado acrescido de os manterem devidamente visíveis e legisleis, assim como em bom estado de conservação.