O melhor equipamento e proteção para andar de moto no inverno com frio

Ines Carmo

18 December, 2020

Com o inverno de volta não é tempo de renunciar à paixão. Já não precisa de deixar a moto em casa até à próxima estação

Se decidir sair de moto durante os meses mais frios e de chuva, conte com roupa adequada, para não correr nenhum risco (nem ficar congelado) durante o trajeto.

Proteger-se do inverno em moto não é apenas uma questão de camadas

Ainda que a maioria dos motociclistas prefira as temperaturas agradáveis, circular de moto no inverno sem morrer de frio no caminho é possível. No entanto, deve estar disposto a assumir um certo gasto extra que envolve usar roupas de qualidade com proteções. A tecnologia de hoje oferece-nos têxteis térmicos e especiais para desfrutar ad condução sem ter frio ou colocar nossa segurança em risco.

Esqueça aquela expressão que diz “quanto mais roupa melhor.” É essencial usar roupas pequenas, mas de qualidade, pois se usarmos muitas camadas podemos ver nossa mobilidade no comando. Nunca esqueçamos que quem viaja de moto enfrenta situações extremas e precisa de folga nas manobras, seja em condições muito frias no inverno e muito quentes no verão.

Recorde que a temperatura indicada no painel de instrumentos de alguns carros não tem nada a ver com o frio que é então experimentado ao andar de moto no inverno. A causa disso? O vento. Para nos dar uma ideia, com uma temperatura externa de 0 oC e uma rajada de vento de 30 km/h a sensação térmica que é experimentada é de -14 oC. Quanto mais rápido, maior a sensação de frio.

Casaco para o frio: poliéster com forro

equipamento

O casaco é talvez o elemento mais importante, pois remove quase 50% do frio do nosso corpo. Para que funcione corretamente, deve ser bem ajustado para evitar a entrada de ar e humidade. Da mesma forma, ter um revestimento interno removível e boas proteções (ombros, cotoveleiras e encosto), é essencial perante possíveis quedas. O couro nem sempre é a melhor escolha no inverno porque, apesar de ser o material mais resistente contra a abrasão, não é totalmente à prova d’água e não protege tanto do frio.

A melhor alternativa neste caso são modelos de poliéster com membranas impermeáveis e ajustes com alças elásticas no bíceps e cintura. Para a área do pescoço, privilegie fechos de botões duplos e, acima de tudo, sempre usar os dois fechos. Se também tiver forro térmico removível para mangas compridas, podemos estar na frente do casaco ideal.

Sapatos que não molhem os pés: impermeáveis e de cano alto

As botas devem ser impermeáveis para evitar que os pés acabem molhados. Além disso, devem ser altos o suficiente e de cano alto para proteger a maior parte da canela e para que o frio passe pelo tornozelos.

Luvas e vento frio: Cuidado com os fechos

A escolha das luvas de moto é outro ponto crítico. Os dedos são a primeira linha de ataque face ao vento e, em caso de perda de mobilidade nas mãos devido ao frio, estamos em sério risco. Recomenda-se esquecer a estética e o design e optar pela opção de Gore-Tex, à prova de água e com forro respirável. Procure esses modelos com reforço de polegar e palma e estofo nos dedos para maior proteção. Velcros fixadores são muito fáceis de manusear e são mais confortáveis na prevenção da fadiga muscular das mãos em viagens mais longas.

Recorde que se deixar aberto um pequeno espaço na altura do pulso, é uma autoestrada direta para que o frio entre no nosso corpo. Melhor maneira de o evitar? Luvas longas e esteticamente ajustáveis que cubram o braço do casaco. Em caso de chuva, lembre-se que o ajuste deve ser o oposto: a luva deve estar dentro do braço do casaco, pois caso contrário a água deslizará pela manga em direção ao interior das nossas mãos reduzindo a aderência.

equipamento

Calças ajustáveis: mais elástico e seguro

Neste caso, não se trata apenas de abrigar, mas também de proteger, porque os membros são muito delicados e precisamos que eles estejam ativos para qualquer movimento de reação. Portanto, os pontos de junção entre as calças, casaco e botas devem ser perfeitos. As calças devem ter joelheiras, protetores traseiros e uma cintura ajustável que se encaixe bem por fecho com o casaco. Senão, muito ar entrará, especialmente se conduzir uma bicicleta ou scooter, com os pés na frente do corpo.

Por isso, se estiver num engarrafamento com a bicicleta no inverno, vai querer que ela tenha uma boa carenagem, com para-brisas e tampa nos punhos. Se o assento também for aquecido, não precisa de mais. Caso contrário, adquira umas boas calças.

equipamento

Acessórios sem rival no inverno

Por fim, é altamente recomendável ter alguns acessórios que possam complementar o resto dos elementos. Isso nos ajuda a proteger áreas que podem ficar mais expostas ou facilitar uma melhor manutenção do calor corporal.

  • Proteção de pescoço: também pode servir um passa montanhas e há de várias formas e materiais que podem até cobrir os ombros e o peito.
  • Roupa térmica: têm cada vez desenhos mais ergonómicos e confortáveis, com transpiração e bem ajustados ao corpo. São quase impercetíveis e evitam que o calor se dissipe do corpo para fora, funcionando como um radiador interno.
  • Cortavento: Os Windstopper e tecidos Supplex especiais para a prática desportiva podem ser muito úteis para evaporar o suor. Também materiais como o Thinsulate das luvas, pela sua alta qualidade térmica e isolante.
  • Calças ou peças com resistência elétrica: conectam-se à bateria da moto para aportar um calor extra tal como as bolsas de água quente ou as mantas térmicas que usamos em casa.

Equipe-se com a melhor roupa e equipamentos para a moto no inverno para poder continuar a aproveitar da sua paixão com toda a comodidade e, sobretudo, segurança.

Fonte: www.circulaseguro.com

Imagens | iStock JackF Volodymyr Kondush doble-d Viktoriya Kuzmenkova

--

Uma iniciativa da: