O importante trabalho do “co-piloto” para a segurança a bordo

Duarte Paulo

15 September, 2020

Seguem algumas dicas para o “co-piloto”

O condutor tem total responsabilidade ao volante, mas e o “co-piloto”? Ao conduzir numa longa viagem, quem se senta no banco do passageiro também assume uma série de compromissos para a segurança de todos.

Reclinar o assento e esticar-se com os pés sobre o painel não é a melhor forma de acompanhar o condutor. Por isso, fique à vontade mas conheça o manual do bom passageiro a bordo.

Os olhos que vêem tudo

Neste guia, o primeiro mandamento é manter os olhos abertos e sempre alerta. Adormecer não é apenas um gesto de ingratidão com o seu companheiro, mas pode comprometer a segurança em qualquer eventualidade. Se o condutor tiver que ter a atenção dispersa, com cuidados para seguir instruções do GPS, monitorar a temperatura do habitáculo e do motor. E ainda, observar as crianças e prestar atenção na estrada… é provável que ocorra alguma imprudência.

Quatro olhos são melhores do que dois para estar atento à rota e sempre chegar a um bom porto. Além disso, se o condutor estiver cansado ou com sono, o passageiro ajuda a manter uma conversa fluída. Pode ainda auxiliar a encontrar áreas de descanso e permitir recuperar de forma que todos os reflexos se concentrem na estrada. Claro, nunca confunda diversão com distração, mesmo que a linha entre uma coisa e outra seja muito tênue.

copiloto

Adormecer ao lado do condutor pode ser interpretado como um sinal de ingratidão para com este

O rei da rota alternativa do início ao seu destino

Se você foi quem escolheu o trajeto, supostamente “descobriu” o melhor caminho para o destino final, mas o GPS pode ter prejudicado a sua moral. Apesar de ser um grande avanço no mundo da condução. Lembremo-nos que, para o condutor, este equipamento tem o mesmo grau de utilidade como de perigo.

O condutor tem de interpretar as instruções, por vezes tardias ou pouco claras, e prestar atenção à pequena tela do painel do GPS, para esclarecer as dúvidas. Tudo isto pode causar distrações potencialmente fatais ao volante.

Portanto, como co-piloto, a sua função é verificar as direções, ler bem o mapa no GPS, programar o navegador corretamente, localizar os postos de abastecimento e de descanso. Deve ainda indicar as direções a tomar em cruzamentos, bifurcações e rotundas. Assim evita que o condutor se perca. Pode também encontrar caminhos alternativos em caso de trânsito intenso.

Ajude mas não seja chato

Certo, é muito irritante que alguém questione o seu desempenho ao conduzir, mas vamos admitir que por vezes as atitudes do condutor são questionáveis. Todos temos hábitos e formas de agir dentro do automóvel – mesmo dentro dos limites da segurança – e cada um pode contribuir com o seu ponto de vista e opinião, embora com cautela.

copiloto

O co-piloto deve verificar as direções, ajudando o condutor para que este não desvie o olhar da estrada

Uma das regras é não dar aulas de condução. Mas quando se trata de assuntos como usar o cinto de segurança ou alertar para que não consuma álcool numa paragem, é aconselhável que o copiloto intervenha pelo bem de todos. Deve fazer com que o condutor cumpra as regras e faça as pausas recomendadas. Estas são duas das funções do co-piloto perfeito. Mas evitemos frases conflitantes como “mude de velocidade”, “cuidado com a gravilha nessa curva”, ou “sempre optei por aquele outro caminho, mas você vai ver”.

Claro, haverá outras regras em que não podemos tomar a iniciativa. Por exemplo, fumar ou não dentro do veículo, onde descansar os pés. Ou ainda como fazer a limpeza ou manutenção dos vidros e a localização das embalagens de diferentes itens no habitáculo… aí cabe sempre ao proprietário do veículo.

Mais rápido que paragem nas boxes

Você não precisa ser um especialista em mecânica para resolver com êxito os problemas mais simples e comuns que surgem durante a viagem. É possível que ocorra um furo ou outra situação que exija que você saia do carro na estrada. Para isso, o mais importante é ter sempre à mão o colete e o triângulo. Com os nervos do incidente, pode ocorrer um esquecimento que não é apenas motivo de multa, mas também de acidente. Confira nossos artigos sobre como trocar uma roda para que não tenha dúvidas na hora de solucionar esse tipo de falha.

Outra função do co-piloto é atuar como ajudante. Fornecer ao condutor e auxiliar os demais ocupantes, crianças e animais de estimação em suas necessidades de água, comida, óculos escuros ou chamadas. Estas são tarefas essenciais. Um gesto tão simples como tirar a tampa de uma garrafa de água evita grandes incidentes.

Se o co-piloto também possui carta de condução, não fará mal nenhum estar disponível para assumir os comandos e se revezar com o condutor, principalmente aquando da realização de viagens longas.

Seleção musical para todos os ouvidos

copiloto

Todos os ocupantes devem ficar agradados com a “seleção musical” do co-piloto

Torne-se o DJ do carro e deixe todos os ocupantes se divertirem com uma grande seleção musical. Como co-piloto, tenha cuidado ao escolher as músicas, seja através de CDs, ou conectando o smartphone via Bluetooth com o sistema infotainment da viatura. Caso use dispositivos que necessitem de recargas assuma essa gestão. Divertir-se durante uma longa viagem no verão é a melhor opção para desfrutar desta sem sofrer tanta fadiga ou distrações.

Claro, sempre recomendamos que ouça as “preferências do seu público”, não imponha o seu estilo. Manter o público, entenda-se restantes ocupantes, satisfeito com uma boa variedade de músicas será divertido para toda a família e fará a viagem passar rapidamente.

Adote todas as funções deste manual do bom co-piloto para desfrutar e fazer com que todos os passageiros desfrutem durante sua viagem de verão com segurança e diversão.

Original | Carlos R Vidondo
Fotos | iStock simonapilolla Prostock-Studio LightFieldStudios Estradaanton

--

Uma iniciativa da: