Manual do carro: por que é necessário mantê-lo e consultá-lo de vez em quando

Duarte Paulo

22 September, 2020

Porque nem sempre sabemos tudo, o manual do carro é uma ferramenta essencial para o correto uso do carro

Esquecidos no porta-luvas, eles acompanham os condutores por anos, porém quase não veem a luz do dia. O manual do carro é um elemento esquecido por muitos, mas não deixa de ter utilidade. Pode ser muito útil em certas situações. Na verdade, as novas tecnologias aplicadas nos automóveis estão reavaliando os manuais e sua digitalização. Saiba mais aqui sobre este tema.

Por que todos os carros têm manual?

O manual do carro é um instrumento que acompanha o automóvel durante quase toda a sua história. Uma prova disso é encontrada no interessante “The Old Car Manual Project”. Uma compilação de manuais clássicos que datam de décadas. Podemos encontrar, por exemplo, a brochura que acompanha um Jaguar SS 1934.

A razão de ser do manual tem muito a ver com a segurança no trânsito. Conduzir um modelo com todas as garantias de segurança passa por saber como funciona. Isso é abordado, em parte, durante as aulas de condução. Porém, apenas no manual do carro são especificadas as particularidades de cada modelo.

O que inclui o manual do carro

manual del coche

O manual do carro serve também para saber o que fazer quando ocorrem avarias

Os próprios fabricantes têm insistido ao longo de sua história na produção de peças de engenharia sofisticadas que sejam o mais simples possível de operar. O manual do carro cai no esquecimento porque não o necessitamos de consultar para a grande maioria das funcionalidades do veículo. Isso ocorre quer pelo conhecimento prévio, quer pela simplicidade, quer graças ao design intuitivo intrínseco dos elementos.

Apesar disso, o manual inclui toda uma série de informações detalhadas que podem ser muito úteis. Por exemplo, sobre a utilização dos diferentes sistemas, sobre os cuidados do veículo e seus componentes. Podendo ainda especificar qual a frequência de substituição de componentes, verificações específicas e peças de reposição. Eles geralmente são disponibilizados com um índice de pesquisa muito intuitivo e geralmente com muitas ilustrações.

Além do manual, existe outro “parceiro fiel” dentro do porta-luvas é (ou foi, por motivos que serão explicados a seguir) o livro de registo das manutenções, no qual se faz o lançamento do efetuado e a marcação das verificações necessárias no futuro.

Você saberia operar os sistemas de assistência de um veículo sem ajuda?

A tecnologia avança em um ritmo frenético e, durante esta década, várias revoluções irão atingir o mundo automóvel. Entre elas, a segurança rodoviária beneficiará de um conjunto de sistemas de assistência capazes de nos salvar de situações complicadas.

A Fundación MAPFRE lançou um site que explica em que consistem esses sistemas de assistência à condução denominados ADAS. Nos próximos anos, será muito relevante saber de sua existência e também como usá-los. Um lote importante de tecnologia, que será obrigatório num futuro próximo, já pode ser encontrado em alguns carros e são já descritos nos manuais dos veículos que já os possuem.

A utilização de ADAS não implica complexidade excessiva, uma vez que o seu desenvolvimento foi efetuado para se adaptar às situações de trânsito mais habituais e para prevenir os fatores de risco. Porém e dependendo do tipo de assistência, cada fabricante e cada sistema oferecem alternativas diferentes. Um exemplo é encontrado quando se trata de saber quando e como interromper a intervenção do condutor no veículo em sistemas como o aviso de saída da via de transito.

O manual do carro no seu telemóvel

manual del coche

Quer o manual do carro, quer o livro de registo das manutenções, estão a migrar para suportes digitais

O manual do carro é a primeira fonte de informação que consultaríamos para entender este último exemplo? Mais provável que não. Quase ninguém “vai até ao porta-luvas” pois os nossos smartphones podem nos dar a respostas imediatamente.

As marcas de automóveis, conscientes desse fenómeno, já começaram a apostar na digitalização do manual do carro. Por exemplo, este ano a Kia anunciou que o manual de instruções de seus veículos virá em formato digital como um aplicativo de realidade aumentada inteligente.

A inteligência da aplicação para smartphone da Kia baseia-se na capacidade de interagir com o manual e resolver a dúvida ou problema que surgir. Por meio da câmara do telemóvel, o aplicativo reconhece o componente em questão e fornece informações sobre ele.

A digitalização também atingiu os livros de manutenção. Estes deixaram de ser oferecidos após a compra do veículo, pois agora usam “a nuvem” para hospedar tudo o que é relacionado à manutenção do carro.

O carro elétrico, outro bom exemplo

Não é necessário olhar para o futuro para descobrir outro caso em que a tecnologia exige que consultemos o manual. As vendas de carros elétricos aumentam continuamente e poucos condutores conhecem todos os detalhes de como o conduzirem antes de comprar efetivamente esse modelo.

Os manuais atuais do carro elétrico resolvem muitas questões sobre dúvidas importantes. Relatam pontos como as características das baterias de íon-lítio, cuidados para operar com alta tensão, sistemas de corte de emergência, condução de elétricos, uso eficiente do veículo e, principalmente, como recarregá-lo.

Evolução, mais que extinção

Como pode ver, o formato de papel do manual do carro está mais do que em perigo de extinção. Isso não quer dizer que o conceito do manual corra risco de extinção. Os condutores continuam e continuarão a exigir informações.

Isto referir-se-á tanto aos elementos mais tradicionais que os veículos conservam, como aos mais inovadores. Muitas das inovações no setor automotivo já estão exigindo isso. E não precisa ser tão moderno quanto uma motorização elétrica ou sistema ADAS. Um manual, digital ou não, pode nos ajudar a otimizar o uso de um painel de instrumentos digital (tão em voga atualmente).

Original | Jaime Ramos
Fotos |  iStock/AndreyPopoviStock/Pavel MuraveviStock/bernardbodo e iStock/Mikko Lemola

--

Uma iniciativa da: